18.6 C
fpolis
quinta-feira, setembro 23, 2021
cinesytem

Vacinação contra o HPV será oferecida nas escolas catarinenses

spot_img

Vacinação contra o HPV será oferecida nas escolas catarinenses

spot_img

Durante o mês de março, meninas entre 9 e 13 anos podem receber a vacina contra o HPV (papilomavírus humano) também nas escolas públicas e particulares de Santa Catarina. A ação da Secretaria de Estado da Saúde em conjunto com as secretarias municipais pretende ampliar o acesso à vacina, que desde 2014 integra o calendário básico vacinal e está disponível nos postos de vacinação do Estado.As informações são da Assessoria de Comunicação do Governo do Estado. 

Em janeiro de 2015, o Ministério da Saúde ampliou a faixa etária da vacinação contra o HPV, passando de 11 a 13 anos para 9 a 13 anos. Segundo a Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado (Dive), a meta é imunizar 80% das 146.961 meninas que compõem esta população-alvo em Santa Catarina.

Para receber a vacina nos postos de saúde, as meninas não necessitam de autorização ou acompanhamento dos pais. Basta apresentar um documento ou a carteira de vacinação. Nas escolas, caso os responsáveis não autorizem a imunização, devem encaminhar um termo de recusa assinado, explica a gerente de Vigilância de Doenças Imunopreveníveis e Imunização da Dive, Vanessa Vieira da Silva.

A vacinação contra o HPV ocorre em três etapas: a primeira dose, disponível nos postos de saúde e nas escolas catarinenses para meninas entre nove e 13 anos; a segunda dose, administrada seis meses após a primeira; e a terceira dose, aplicada cinco anos após a primeira dose. Quem recebeu a primeira dose até o início de setembro de 2014 pode aproveitar a campanha nas escolas para receber a segunda dose, sendo necessário apenas apresentar a carteira de vacinação com o registro da vacina anterior.

Dados da vacinação contra o HPV em Santa Catarina

De março a dezembro de 2014, 150.495 meninas entre 11 e 13 anos foram imunizadas contra o HPV. Destas, apenas 70,84% receberam a segunda dose da vacina. Em 2015, com a ampliação da faixa etária, foram vacinadas, até o dia 31 de janeiro, 199 meninas com idade entre nove e 13 anos. 

Sobre o câncer de colo do útero

O HPV é um vírus que apresenta mais de 150 tipos diferentes. A vacina distribuída pelo Sistema Único de Saúde (SUS) é do tipo quadrivalente e protege contra quatro tipos do HPV (6, 11, 16 e 18). Os vírus HPV 16 e 18 são responsáveis por cerca de 70% dos casos de câncer do colo do útero. No Brasil, de acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), esse câncer é o terceiro tipo mais frequente entre as mulheres, com registro de 402 mortes no Estado em razão da doença entre 2009 e 2013.

Apesar da alta incidência, o câncer de colo do útero pode ser prevenido por meio da vacinação, do uso do preservativo e da realização do exame preventivo (Papanicolau). O Ministério da Saúde recomenda que este exameseja realizado regularmente a partir dos 25 anos. 

spot_img
spot_img

Leia mais