12 C
fpolis
sábado, maio 21, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Valor arrecadado no estacionamento do Beiramar Shopping nesta quinta será doado à APAE

spot_img

Valor arrecadado no estacionamento do Beiramar Shopping nesta quinta será doado à APAE

spot_imgspot_img

O Beiramar Shopping vai realizar nesta quinta-feira, 18, o Estacionamento Solidário em prol da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE Florianópolis). A ação tem o objetivo de arrecadar fundos para a entidade, bem como trazer um olhar diferenciado para o trabalho desenvolvido pela entidade.

“Muito mais do que promover um dia de arrecadação, nossa intenção é fazer com que a sociedade mova seu olhar para o trabalho desenvolvido pela APAE, colocando os alunos como protagonistas – e assim trazendo para o grande público o resultado do trabalho realizado diariamente pela entidade”, destaca Waltinho Koerich, membro do conselho do Beiramar Shopping. A estimativa é que cerca de R$ 45 mil seja o valor arrecadado e doado para a APAE.

Além da ação de arrecadação, uma programação artística e cultural foi preparada para divulgar o trabalho realizado pela entidade. No piso L1, em frente ao Super Imperatriz Gourmet, das 10h às 18hs, alunos da APAE realizarão oficinas de tear e artesanato, apresentando as técnicas desenvolvidas nos trabalhos de socialização. Já na praça de alimentação, no piso L3, às 12h30, 15h30 e 18h30 serão realizados espetáculos de dança, com alunos da companhia de dança da APAE, envolvendo cerca de 100 alunos da entidade.

Para o diretor geral da APAE Florianópolis, André Stramari, muito mais do que a arrecadação, a abertura do espaço para socialização do trabalho realizado, bem como possibilitar aos alunos o protagonismo, é o maior ganho. “O incluir de forma sistêmica e o possibilitar levarmos a um número maior de pessoas o trabalho realizado em nossas salas, com certeza, será o nosso maior ganho. Ver a satisfação expressa nos olhares e sorrisos de nossos alunos é o que nos motiva a todos os dias ir além e fazer o diferente”, exemplifica.

Alice Kuerten, presidente do Instituto Guga Kuerten (IGK), destaca a importância de vermos a inclusão como participação. “O atendimento realizado pela APAE só é possível com o envolvimento de vários setores, poder público, iniciativa privada, engajamento da comunidade, para mostrarmos as diversas possibilidades que nascem com a união de esforços. E mais, nesse momento em que nos é oportunizado externalizar o trabalho realizado pela APAE, podemos destacar e mostrar para uma gama maior da sociedade a oportunidade de olhar para as pessoas com deficiência e ver aquilo que elas têm possibilidade de realizar e não apenas nos prendermos as suas dificuldades”, finaliza.

spot_img