20.7 C
fpolis
sexta-feira, dezembro 3, 2021
cinesytem

Floripa2030: Três anos de mobilização para o desenvolvimento sutestentável

spot_imgspot_img

Floripa2030: Três anos de mobilização para o desenvolvimento sutestentável

spot_img

Por Zena Becker, Presidente da Associação FloripAmanhã

O mês de setembro marcou três anos de lançamento da Agenda Estratégica de Desenvolvimento Sustentável de Florianópolis na Região – Floripa 2030, um documento construído coletivamente através da realização de quatro oficinas — que contaram com mais de 148 profissionais voluntários de 84 instituições. Neste momento é importante destacar que as estratégias levantadas no Floripa2030 continuam sendo trabalhadas e observamos também serem norteadoras para definir projetos da iniciativa privada ou do poder público e ainda basearem as ações em que atuamos na Associação FloripAmanhã.

Além das diretrizes do Floripa2030 integrarem o Plano Diretor de Florianópolis, suas premissas são observadas também no projeto do Jardim Botânico, parceria entre a iniciativa privada e o poder público estadual; na discussão no Conselho de Desenvolvimento Regional da Grande Florianópolis com a integração dos municípios para definir prioridades nas áreas de saneamento e infraestrutura; também no projeto Vita ET Otium – Exercícios propositivos físico-espaciais para o Litoral Catarinense, desenvolvido pelo Instituto Silva Paes, entre outros.
Cabe ressaltar algumas iniciativas da FloripAmanhã com alicerce nas premissas do Floripa2030, como o Fórum Criatividade e Imagem da Cidade. Com 11 entidades no Grupo Gestor, o Fórum trabalha por uma “Lei da Paisagem”, revitalização do patrimônio histórico e fortalecimento do órgão de planejamento urbano com visão regional.

Outra consequência direta das premissas do Floripa2030 é o Grupo Interinstitucional para a Gestão de Resíduos Sólidos de Florianópolis, que conta com a participação de 103 integrantes e tem como objetivo ter a gestão sobre os resíduos sólidos de Florianópolis consolidada como política pública, com legislação específica, participação da sociedade, fiscalização efetiva e resultados mensuráveis, construindo sustentabilidade plena.

Vale destacar ainda a atuação no Programa “Adote uma Praça”, com o propósito de resgatar o espaço público como área de lazer, com segurança, revitalizada e que promova qualidade de vida para nossos moradores – premissas visíveis na Praça Celso Ramos, Praça XV de novembro, Largo da Alfândega, entre outras.

Para concluir, não podemos deixar de citar o trabalho contínuo para implantação do Gerenciamento Costeiro, Plano de Ordenamento Náutico e Projeto Orla, além dos esforços pioneiros para implantação da Reserva de Biosfera em Ambiente Urbano em Florianópolis e da inclusão de Florianópolis na Rede Mundial de Cidades Criativas como Cidade UNESCO da Gastronomia, trabalho que sem dúvida frutificará, como está frutificando o Programa Água e Educação, em parceria com a UNESCO e a Fundação WET. Em novembro de 2010 o Floripa2030 já teve sua importância e pioneirismo reconhecidos através do Prêmio Von Martius de Sustentabilidade, um prêmio de abrangência nacional promovido pela Câmara de Comércio Brasil/Alemanha.

Podemos afirmar que o Floripa2030 está cumprindo seu papel de nortear, mobilizar e sensibilizar sobre a importância do planejamento integrado e a longo prazo como um processo de construção de estratégias de desenvolvimento econômico, sócio-cultural e urbano-territorial, articuladas entre si e orientadoras do desenvolvimento sustentável de Florianópolis e sua região.

spot_img
spot_img