18.5 C
fpolis
sábado, setembro 25, 2021
cinesytem

Programa Juro Zero deve beneficiar 30 mil microempreendedores catarinenses

spot_img

Programa Juro Zero deve beneficiar 30 mil microempreendedores catarinenses

spot_img

Os microempreendedores individuais (MEIs), com receita bruta anual de no
máximo R$ 36 mil, poderão fazer empréstimo de até R$ 3 mil, por meio do
Programa Juro Zero. O anúncio foi feito pelo governador Raimundo Colombo,
nesta terça-feira (30), no Centro Administrativo. O projeto foi assinado
pelo governador e será encaminhado imediatamente à Assembleia Legislativa,
e tramitará em regime de urgência, com no máximo 45 dias para aprovação.

Com esse empréstimo, o microempreendedor poderá melhorar o seu pequeno
negócio e futuramente expandir sua empresa, de forma a gerar mais empregos
e aumentar a renda familiar. „Além de emprestar os recursos, onde o Estado
paga o juro, nós vamos colocar um técnico para orientar o empreendedor.
Esse é um passo indispensável, pois não repassamos somente o recurso,
preparamos o microempreendedor para um mercado competitivo‰, destacou
Colombo.

Além do empréstimo, o projeto ainda oferece um acompanhamento
especializado de agentes de desenvolvimento treinados pelo Sebrae/SC, que
irão visitar e acompanhar cada um dos MEIs participantes durante todo o
período do empréstimo. Esse apoio irá garantir o crescimento do negócio
com segurança, incentivando a formalização dos microempreendimentos
populares.

Santa Catarina possui 50 mil MEIs e a expectativa do programa é atender 30
mil MEIs, o que totaliza 60% desses empreendedores. „É um programa que
pode atingir, neste momento, mais de 100 mil famílias catarinenses e que,
ao longo do tempo, vai crescer muito. Vamos ter uma revolução no tecido
econômico e social de Santa Catarina‰, estima o secretário de
Desenvolvimento Econômico Sustentável, Paulo Bornhausen.

Como vai funcionar

O Governo do Estado vai operacionalizar até R$
12,8 milhões e o microempreendedor individual poderá obter um crédito de
até R$ 3 mil. O emprestimo será dividido em até oito parcelas, sendo que
os empresários que pagarem as sete primeiras parcelas em dia serão
isentados do pagamento da última parcela, sendo responsabilidade do
Governo do Estado. „Normalmente, os bancos emprestam dinheiro com juros na
casa dos 4,5% e conseguimos fechar com o valor de 3,07%‰, explica o
presidente do Badesc, Nelson Santiago.

Os valores financiados poderão servir de capital de giro e para aquisição
de equipamentos. Todas as 19 instituições de crédito preparadas para
atender ao programa já estão cadastradas pelo Governo do Estado. Os
microempreendedores dos 293 municípios de Santa Catarina poderão se
cadastrar através das instituições habilitadas, das gerências do Badesc e
o Sebrae da região mais próxima.

O projeto foi feito em conjunto pela Secretaria de Desenvolvimento
Econômico e Sustentável e pela Agência de Fomento do Estado de Santa
Catarina (Badesc), e contou com o apoio do Serviço Brasileiro de Apoio as
Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

spot_img
spot_img

Leia mais