23 C
fpolis
segunda-feira, novembro 29, 2021
cinesytem

Udesc repudia violência policial contra estudantes

spot_img

Udesc repudia violência policial contra estudantes

spot_img

Instituição deve encaminhar um relatório à Corregedoria da PM sobre supostas agressões

Representantes da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) estiveram reunidos na noite desta terça-feira para manifestar, segundo o professor Nilton de Andrade, “repúdio à truculência do ato realizado pela polícia dentro do campus” na segunda-feira.

De acordo com Andrade, que é diretor do Centro de Artes (Ceart) e participou da reunião, estudantes que manifestavam contra o aumento da passagem de ônibus em Florianópolis apanharam da Polícia Militar dentro do campus.

Com base nisso, a universidade prepara um dossiê — com testemunhos, fotos e vídeos de estudantes sendo agredidos — que pretende entregar a órgãos competentes.

Detalhes da manifestação no blog Na Rua

Andrade adianta que o dossiê deve ser entregue ao Ministério Público e à Corregedoria da Polícia Militar.

— A polícia não tem impeditivo legal de entrar no campus, mas não poderia ter agido de forma violenta — explica o diretor do Ceart.

Estiveram presentes na reunião também o reitor, Sebastião Iberes Lopes Melo, pró-reitores de extensão e administração, a procuradora de Justiça da Udesc, diretores do Centro de Ciências Humanas da Educação (Faed) e do Centro de Ciências da Administração e Sócio-Econômicas (Esag) e estudantes.

Nesta quarta-feira, a universidade tentará promover uma reunião entre o reitor da Udesc e o secretário de Segurança Pública do Estado, André da Silveira, para que se garanta o direito à manifestação dos estudantes.

Polícia não se manifesta

O assessor de imprensa da Polícia Militar, tenente-coronel João Amorim, ao tomar conhecimento da reunião, informou que não seria prudente a corporação se manifestar sobre o assunto por não saber exatamente o que foi tratado no encontro.

Amorim disse, ainda, que se for necessário, a PM pode verificar com o setor de inteligência, que possui imagens, se as denúncias de violência são procedentes.

Novas manifestações

Nesta terça-feira os estudantes fizeram uma panfletagem na frente do Terminal de Integração do Centro (Ticen) chamando a população para comparecer ao ato que está previsto para esta quarta-feira às 17h, no mesmo local.


Vídeo no Youtube

No dia 31 de maio de 2010, a Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) foi invadida pela Polícia Militar. Os policiais prenderam estudantes que participavam de um ato contra o aumento da tarifa do transporte público. Os militares usaram gás de pimenta, tasers e cassetetes para reprimir os manifestantes. O vídeo, gravado com uma câmera fotográfica, tem 2 minutos e 40 segundos. Imagens: Karem Kilim. Fotos: Hans Denis Schneider.

spot_img
spot_img