17.3 C
fpolis
terça-feira, agosto 16, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Carnaval fora de época movimenta Florianópolis

spot_imgspot_img

Carnaval fora de época movimenta Florianópolis

spot_imgspot_img

O Folianópolis, maior micareta do sul do país, tem antecipado a vinda dos turistas para a ilha de Santa Catarina. Movimento que antes se tornava intenso somente em meados de dezembro, início da temporada de verão, agora já começa em novembro, quando os foliões vindos dos quatro cantos do país lotam a cidade.

A quinta edição do Folianópolis, maior carnaval fora de época do sul do país, ainda nem começou, mas já está movimentando a economia do estado de Santa Catarina, principalmente, a da cidade de Florianópolis, local em que acontece o evento. Quase um mês antes dos foliões invadirem a Passarela do Samba Nego Quirido e se deleitarem ao som dos melhores artistas de axé do país, como Chiclete com Banana, Asa de Águia, Eva e Ivete Sangalo, a rede hoteleira do centro da cidade já comemora o número de leitos ocupados no período em que acontece o evento, dias 12, 13 e 14 de novembro. Um dos hotéis que ficam localizados em um ponto estratégico da cidade, bem no centro da capital catarinense, já registra ocupação de 100% para os dias 12, 13 e 14 de novembro. Outros revelam que assim como nas demais edições do evento, a procura tem sido grande. “A expectativa é boa. Acredito que teremos um aumento significativo na ocupação da rede hoteleira este ano, superando os números do ano passado”, revela o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Santa Catarina, João Eduardo Amaral Moritz.

De acordo com dados do Convention & Visitors Bureau, o mês de novembro de 2009 foi o período que mais movimentou a rede hoteleira do centro de Florianópolis, quando foi registrada uma ocupação de 68,2% dos quartos. Percentual que só ficou atrás da ocupação registrada na região das praias no mês de janeiro, época de alta temporada, quando 73% da rede hoteleira estava ocupada. “Devemos esses números a eventos fixos que acontecem em Florianópolis, especialmente o Folianópolis, que traz para a cidade todos os anos aproximadamente cinco mil turistas dos mais variados destinos”, explica a diretora executiva do Florianópolis Convention & Visitors Bureau, Maria Cláudia Evangelista.

Quem também comemora o sucesso do evento são os restaurantes, que vêem o seu movimento praticamente dobrar no período em que a passarela Nego Quirido treme com a animação dos foliões que participam da micareta. De acordo com o presidente da Associação dos Bares e Restaurantes de Santa Catarina (Abrasel/SC), Fábio Queiroz, a popularidade do evento, conhecido nacionalmente, aliado ao feriado contribui significativamente com o aumento no movimento dos restaurantes de Florianópolis. “Não temos dúvida de que o evento traz benefícios para a nossa cidade, fator importante para a economia do Estado. A Abrasel apóia o evento e acredita que a longo prazo pode trazer muito mais benefícios para a nossa economia”, garante o presidente.

Embora o sul do país não tenha a tradição de eventos movidos ao ritmo do axé, o Folianópolis tem conseguido entrar nesse rico mercado dos carnavais fora de época, que acaba por incrementar ainda mais o turismo de entretenimento na capital catarinense. De acordo com o diretor artístico do Grupo All, Artêmio Júnior, mais do que três dias de festa, o carnaval fora de época, mobiliza um novo perfil de turistas que vêem primeiramente motivados pelo ritmo das percussões das bandas baianas e depois viram turistas fiéis que voltam ao Estado atraídos por suas belezas e hospitalidade. “O Folianópolis é uma carta de apresentação da cidade. Quem vem curtir o evento sempre acaba voltando em outras épocas para aproveitar as belezas do litoral, passar a virada de ano ou ainda festejar o carnaval”, explica o diretor artístico.

E quem volta ou vem pela primeira vez não poupa dinheiro para se divertir. Segundo um levantamento feito pelo Florianópolis Convention & Visitors Bureau, o público do turismo de entretenimento que vem para Florianópolis gasta, em média, R$240 por dia e fica em torno de três dias na cidade. Quando esse turista é estrangeiro, os valores aumentam para US$315 (quase R$600) por pessoa e a média de permanência é de cinco dias. “Apostar no turismo de eventos é investir na cadeia econômica da cidade. Este é um ramo que envolve dezenas de atividades e movimenta o setor de transporte, incluindo táxi e aluguel de carros, além do comércio local”, ressalta Maria Cláudia.

A promoção deste mega evento que é o segundo maior no segmento de lazer privado de Santa Catarina chega a sua quinta edição movimentando na capital catarinense, cifras que ultrapassam a casa dos R$4 milhões ao ano, além de trazer turistas dos quatro cantos do país, já que até o mês de outubro a festa registrou a venda de seus abadás para 25 dos 27 estados brasileiros. Os três dias de evento também mobilizam dois mil postos de trabalho na cidade entre empregos diretos e indiretos e consolida-se como uma válvula de escape para a sazonalidade, um dos principais problemas que acometem o turismo do litoral catarinense. “Nossa micareta catarinense recebe foliões do Brasil inteiro e inclui nosso estado na rota do carnaval fora de época que movimenta a economia de muitas cidades do País”, esclarece Doreni Caramori Junior, um dos sócios do evento e presidente da Associação Comercial de Florianópolis (Acif).

Atrações

Para celebrar o aniversário de cinco anos, o Folianópolis trará para a sua edição 2010 os três top artistas de axé do Brasil: Chiclete com Banana, Asa de Águia e Ivete Sangalo. Além dos três maiores cachês do ritmo baiano, Tomate, Batom na Cueca e Eva. E, para receber toda a nata do ritmo baiano, o Grupo All, precursores na expansão do axé para o sul do Brasil, preparou uma estrutura bastante diferenciada. A Passarela do Samba Nego Quirido, no centro da capital catarinense, será dividia em arquibancada, bloco e camarotes e terá praça de alimentação, bares, instrumentos de segurança e primeiros socorros, além de um vasto número de banheiros espalhados pelo espaço tornado o local próprio para uma festa do porte do Folia. “Neste aniversário do Folianopolis pensamos em oferecer aos foliões que vêm de todo o Brasil a mais completa das micaretas já vistas no Sul do país”, explica Doreni Caramori Junior, Sócio do Grupo All Entretenimento, que promove a folia.

A festa do dia 12 de novembro, sexta-feira, fica por conta da banda Chiclete com Banana, que leva em sua bagagem 25 anos de muito sucesso e vem acompanhada da alegria da banda Batom na Cueca, autora da música oficial da micareta de Floripa. No sábado, dia 13 de novembro, é hora de curtir o eletrizante encontro de Durval Lellis e toda a irreverência do Asa de Águia, com o Saulo, da Banda Eva, e seus hits apaixonantes. E para fechar o maior carnaval fora de época do sul do país, a musa Ivete Sangalo vai fazer uma despedida à altura do aniversário de cinco anos do FOLIAnópolis. No domingo, dia 14 de novembro, é a vez dela balançar a passarela do samba Nego Quirido com toda a sua descontração e animação. Quem encerra a noite é o elétrico Tomate, com toda a sua energia.

spot_img

Leia mais