19.2 C
fpolis
terça-feira, setembro 28, 2021
cinesytem

Começa a segunda etapa das obras da faixa exclusiva para ônibus na Beira-mar Norte

spot_img

Começa a segunda etapa das obras da faixa exclusiva para ônibus na Beira-mar Norte

spot_img

Na manhã desta quarta-feira, 25, começaram os trabalhos na Casa da Agronômica, residência oficial do governador, local onde será executada a segunda etapa das obras de ampliação da marginal da avenida Beira-mar Norte. Futuramente, naquela área e na outra na altura do Terminal de Integração da Trindade (Titri), será implantado o anel viário com corredor exclusivo para ônibus. As informações são da Secretaria de Comunicação do Executivo Municipal. 

No momento, na casa do governador, está havendo a locação do espaço onde será colocada uma cerca de segurança permanente. Após a execução da cerca, o muro existente será relocado num alinhamento correto, possibilitando assim infraestrutura necessária para a implantação das novas marginais.

Na primeira fase, no primeiro trecho, foram executadas escavações e as retiradas das árvores. Os trabalhos no local continuam, agora com a terraplanagem do espaço.

A implantação das marginais da avenida Beira-mar Norte irão compor o anel viário que vai receber o primeiro corredor exclusivo para ônibus da história da Capital, principal obra de mobilidade urbana das últimas décadas na cidade.

Ao todo, o anel viário terá 17 km e fará todo um contorno na região central, passando pelo Ticen, Beira-mar Norte, Trindade, Pantanal, Saco dos Limões, Prainha e retornando ao Centro.

Entre as melhorias que serão executadas, além da implantação das faixas exclusivas para o transporte coletivo e, dependendo do trecho, faixas preferenciais para o transporte público, o projeto prevê ainda: melhora nas calçadas ao longo da via, sistema de controle de semáforo integrado (ITS), sinalização horizontal e vertical, faixa para pedestres e abrigos de passageiros.

O prazo para conclusão total do anel viário é de três anos. As obras, que contam com recursos municipais, estaduais e federais, dentro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), estão orçadas em torno de R$ 150 milhões.

spot_img
spot_img

Leia mais