20.6 C
fpolis
terça-feira, novembro 30, 2021
cinesytem

Comerciantes irão à Justiça se MP-SC fechar o Mercado Público

spot_img

Comerciantes irão à Justiça se MP-SC fechar o Mercado Público

spot_img

O presidente do Associação dos Comerciantes Varejistas do Mercado Público, Oreste Mello, afirmou na manhã desta quinta-feira, 10, em entrevista à rádio CBN/Diário, que a categoria está preparada para entrar com mandado de segurança caso o Ministério Público (MP-SC) peça o fechamento do mercado.

Segundo Mello, é lamentável que o assunto tenha chegado à alçada do MP-SC. Para ele, o pedido de mandado de segurança é uma forma de defender os comerciantes e os cerca de 500 empregos diretos e indiretos que o mercado gera. “Uma casa com mais de 120 anos não pode ser fechada por causa de uma instalação elétrica”, disse.

Ainda de acordo com Mello, a última reforma elétrica da ala Sul, onde ficam as peixarias, foi realizada há 30 anos. Desde então, disse, apenas melhorias improvisadas vêm sendo feitas no local. Para ele, faltou fiscalização do poder público em cada boxe. “Tem de ser mais incisivo, jogar pesado”, afirmou.

Incêndio

Mello afirmou ainda que a administração anterior deixou as obras de reforma pela metade. O presidente da associação garantiu que o equipamento anti-incêndio do box 44, na ala Norte, onde aconteceu um incêndio no dia 3 deste mês, não funcionou porque o sistema de água daquela área não está pronto. O fato de o fogo não ter se espalhado, porém, foi resultado de uma nova disposição dos boxes, em células, o que é mérito da administração passada, ressaltou.

Na ocasião do incêndio,revelou-se que o Mercado Público funciona sem projeto contra incêndios desde 2010, já que o Corpo de Bombeiros da Capital reprovou a proposta na época.

spot_img
spot_img

Leia mais