Florianópolis, 20 de julho de 2024

Dário Berger autoriza aumento da passagem de ônibus em Florianópolis

spot_img

Compartilhe

Chega ao fim da greve no transporte coletivo em Florianópolis. Dário Berger cede às pressões do Sindicato das Empresas de Transporte – SETUF e autoriza o aumento da tarifa. Ministério do Trabalho aplica multa de 150 mil reais ao SINTRATURB e SETUF por descumprirem acordo.

Negociações ontem (2) à noite com o prefeito e os empresários colocaram um fim à greve que já se arrastava por 3 dias, deixando muita gente sem poder trabalhar, prejudicando o comércio, atrapalhando a vida diárias dos estudantes na rede de ensino na Grande Florianópolis.

A partir de segunda-feira (6), a tarifa no transporte coletivo de Florianópolis aumenta em R$ 0,10 por passagem e o subsidio em R$ 0,03. Os empregos dos trabalhadores estão garantidos, pelo acordo.

O acordo com as empresas só foi conseguido depois que Dário Berger ameaçou assinar um decreto executando intervenção administrativa na gestão do sistema de transporte coletivo municipal. Significa que a prefeitura iria administrar no lugar das cinco empresas concessionárias: Transol, Canasvieiras, Insular, Estrela e Emflotur.

No terceiro dia de greve, a Justiça saiu às ruas para verificar se trabalhadores e patrões estavam colocando um número mínimo de ônibus em circulação, que era de 20% durante o dai e 50% da frota. A juiza Marta Fabre, presidente do Tribunal Regional do Trabalho, decidiu multar em R$ 50 mil por dia, de 30 de junho a 2 de julho, os dois sindicatos envolvidos.

Florianópolis possui um sistema de transporte coletivo ineficiente e desproporcional, que deveria ser reavaliado. Falta empenho da prefeitura de Florianópolis para criar alternativas, como transporte marítimo, metrô, ou mesmo a liberação de tráfego de vans, como forma alterativa de transporte. Isto já ocorre em outras capitais, e com certeza iria melhorar o sistema, sem a interferência das atuais empresas.