15.5 C
fpolis
terça-feira, julho 5, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Enfermeira do HU-UFSC alerta para importância de medidas de proteção contra Covid na volta às aulas 

Enfermeira do HU-UFSC alerta para importância de medidas de proteção contra Covid na volta às aulas 

spot_imgspot_img

Crianças devem ser orientadas a manter uso de máscara, cobrindo nariz e boca 

Apesar do avanço do processo de vacinação e do início de imunização da população infantil, os cuidados contra a contaminação pelo SARS-Cov-2 continuam e, neste momento em que as crianças estão voltando às aulas, os pais e responsáveis devem ter um cuidado extra, orientando os pequenos para manterem as medidas de prevenção e observando os principais sintomas de Covid-19. 

 O alerta é da enfermeira da Pediatria do Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago (HU-UFSC/Ebserh), Cristine Ferraz, que concedeu uma entrevista para um jornal local explicando quais são estes cuidados e alertando para os sintomas de Covid-19 nesta fase da pandemia. 

Segundo ela, os profissionais de saúde têm observado que, atualmente, os sintomas da Covid estão mais parecidos com os sintomas de gripe comum num adulto (coriza, pigarro, tosse e dor de garganta) e, às vezes, febre, mas especificamente no caso das crianças há dois sintomas que têm chamado atenção: diarreia ou vômito e dor abdominal. “Este é um indicador que temos percebido”, explicou, lembrando que os pais devem ficar atento a estas situações. 

Cristine acrescenta que ainda há casos de sintomas como cefaleia, também bem frequente entre crianças, além dos sintomas clássicos de Covid, como a perda de olfato e paladar, que continuam ocorrendo em alguns casos. 

Segundo ela, nesta volta às aulas, os pais e responsáveis precisam orientar as crianças para continuarem higienizando frequentemente as mãos, a manterem distância social sempre que possível e a continuarem usando máscaras, alertando que é importante cobrir nariz e boca. “É muito comum as crianças se distraírem e acabar cobrindo só a boca e deixando o nariz exposto”, alertou a profissional da Pediatria. 

Com relação à vacinação, Cristine explicou que é fundamental que os pais levem as crianças para serem imunizadas, principalmente agora que elas voltam ao convívio social nas escolas. “Caso a criança se infecte, a vacina pode impedir que ela tenha complicações de curto ou longo prazo e pode prevenir que desenvolva as formas mais graves da doença, principalmente se esta criança tem alguma condição associada, como asma, diabetes ou obesidade”, ensinou. 

Ela lembrou que há muitos pais que se preocupam com os efeitos colaterais, mas assinalou que, conforme as autoridades de saúde têm afirmado, a vacina é segura. Segundo a enfermeira, os efeitos colaterais podem ocorrer com qualquer vacina e, no caso das oferecidas contra a Covid-19, os casos mais comuns são de dor no local, febre baixa, fadiga e dor muscular, dor de cabeça, náusea e perda de apetite. “São casos comuns e a orientação é acompanhar a evolução destes sintomas”, disse. 

Foto: Cristine Ferraz (Sinval Paulino)

editor.deolhonailhahttp://www.deolhonailha.com.br
O DeOlhoNaIlha é um portal de propriedade da NacionalVOX - Agência Digital, de Florianópolis. Seu lema é "Fique por dentro de Floripa" e seu objetivo é deixar os moradores e visitantes da Ilha da Magia muito bem informados sobre tudo o que acontece na cidade e região.
spot_img