17.2 C
fpolis
domingo, setembro 26, 2021
cinesytem

ERRO Grupo de Florianópolis prepara comemoração para celebrar 10 anos de vida

spot_img

ERRO Grupo de Florianópolis prepara comemoração para celebrar 10 anos de vida

spot_img

“Uma vez cria da rua, não há como voltar atrás”

O ERRO Grupo promete celebrar ritualisticamente o seu aniversário de 10 anos de fundação. A primeira década do grupo de Florianópolis será comemorada no dia 13 de março (dia da fundação, em 2001) com direito a uma cerimônia de comemoração em plena rua, à temporada de seis apresentações do espetáculo Escaparate, uma sede para o grupo e reformulação do site oficial do grupo – www.errogrupo.com.br.

A cerimônia de celebração será exatamente no dia do aniversário, dia 13/03, um domingo, às 15 horas, no Largo da Alfândega. Todos os transeuntes estão convidados a prestigiar o ERRO e a participar do ritual que iniciará na sede do grupo e transitará pelas ruas do centro até o Largo.

No dia seguinte, iniciará a temporada com seis apresentações da obra Escaparate, nos dias 14, 15, 16, 17, 18 e 21 de março, sempre às 19 horas na esquina da Rua Felipe Schmidt com a Rua Jerônimo Coelho, no Centro de Florianópolis. O espetáculo de rua é gratuito faz parte do projeto Manutenção do ERRO, desenvolvido desde outubro de 2010 e com término em outubro de 2012.

O projeto foi selecionado pelo Programa Petrobras Cultural e tem o patrocínio da Petrobras ao longo desse período (veja a sinopse de Escaparate e o serviço abaixo). As apresentações de Escaparate também integram a agenda de comemorações do aniversário da capital catarinense, no dia 23 de março, promovido pela Prefeitura de Florianópolis.

Nova casa

Embalado pela data histórica e também pela apresentação de uma de suas mais recentes criações – Escaparate estreou em 2008 -, o ERRO também chega aos 10 anos com uma transformação espacial na sua dinâmica de trabalho nas ruas do centro. O grupo está com uma sede, na Rua Padre Roma no. 174. Agora, o grupo pode fazer aquecimentos, ensaios, reuniões, oficinas e guardar materiais em um quartel general no Centro de Florianópolis. Antes, o ERRO dependia de outros espaços, da própria rua e até da casa dos integrantes para tais atividades. Até o ano passado, uma das estratégias dos atores do ERRO era fazer a troca de roupa em plena rua antes das apresentações.

Novo cenário virtual

Para completar as novidades no aniversário, o ERRO também reformulou seu cenário no mundo virtual. O novo site está sintonizado com as últimas tendências da web, propiciando uma navegação orgânica por todo conteúdo produzido pelo grupo nos últimos 10 anos. O novo layout e organização do conteúdo foram pensados para facilitarem a leitura e tornarem mais interativa as relações com os conteúdos, além de permitirem uma integração maior com as redes sociais e, por consequência, seus interlocutores.

“É um momento de comemoração, mas também de muita nostalgia. Cavar um espaço profissional para arte é uma batalha, da qual estamos sobrevivendo, isso é emocionante e nostálgico. É impossível não olhar para trás e perceber o quanto caminhamos, quantas dificuldades enfrentamos, quantos companheiros que abandonaram a luta, e para todos aqueles que continuam firmes. É também muito gratificante ver os territórios conquistados.”, comemora Luana Raiter, diretora de arte do grupo.

“Pensamos em fazer uma festa em nossa sede, pois agora temos um teto temporário, mas isso fugiria de nossas características, por isso preferimos celebrar em plena rua mesmo, em um domingo pós-carnaval. Foi nas ruas de Florianópolis que iniciamos e será nesses espaços que celebraremos. Uma vez cria da rua, não há como voltar atrás.”, acredita Pedro Bennaton, diretor do ERRO.

“A cerimônia de celebração nada mais é do que o alívio de continuarmos trabalhando, sem deslumbramentos. Temos consciência de que tudo pode ser temporário e não saber até quando o ERRO existirá é a fonte de força para continuarmos trabalhando nas ruas da cidade.”, completou Bennaton.

“É inacreditável que chegamos até esse ponto. No início não tínhamos nada planejado, fomos caminhando conforme os acontecimentos. Era tudo um sonho que agora nos desperta para a realidade.”, disse Michel Marques, ator do ERRO.

Escaparate – Sobre o espetáculo

Apresentado pela primeira vez em 2008, Escaparate utiliza o percurso pela arquitetura urbana e recursos multimídia para revelar como as relações amorosas são construídas em uma sociedade espetacular, cada vez mais virtual. Buscando questionar o interno e o externo, a intimidade e a exposição. O trabalho busca criar uma atmosfera ambígua, onde o casal posto em cena é movido por desejos e por fantasias de um mundo feito para ser visto.

Essa exposição ocorre das mais variadas formas, como nas cenas projetadas na fachada de um prédio que revelam o que se passa à frente da lente de uma webcam, situada em uma lanhouse a metros do local, ou ao ator que constantemente se relaciona intermediado pelo seu celular. É possível traçar uma alusão à invasão da privacidade, também explorada por Michel Foucault, aqui, no entanto, consentida e desejada por aquele que tem sua imagem explorada. Mostrar-se, tornar-se plano, tornar-se imagem, desejos culminantes da sociedade do espetáculo.

Escaparate, agraciado pelo Prêmio Myriam Muniz de Teatro da FUNARTE patrocinado pela Petrobrás, teve temporada de estréia em dezembro de 2008, e, em 2009, se apresentou em Joinville, pelo Festival Catarinense de Teatro, fez temporada em Florianópolis, e em Curitiba, pelo Festival de Teatro.

Serviço – Cerimônia de 10 anos do ERRO Grupo

Data: 13/03
Horário: 15 horas
Local: Largo da Alfândega
Gratuito.

Serviço espetáculo Escaparate

Datas: 14, 15, 16, 17, 18 (segunda a sexta-feira) e 21/03 (uma segunda-feira).
Horário: 19 horas.
Local: Na esquina da Rua Felipe Schmidt e Rua Jerônimo Coelho, no Centro de Florianópolis
Gratuito.

Ficha Técnica de Escaparate
Dramaturgia: Luana Raiter e Pedro Bennaton
Direção: Pedro Bennaton
Elenco: Luana Raiter e Luiz Henrique Cudo
Performers: Isaac Varzim, Paula Felitto, Michel Marques e Amanda Gartner
Direção de arte: Luana Raiter
Sonoplastia: Rodrigo Oliveira
Cenografia e Projeção: Michel Marques
Design Gráfico: Ana Paula Cardozo, Luana Raiter e Júlia Amaral
Assessoria de Imprensa: Ana Letícia da Rosa
Produção: ERRO Grupo
Projeto: ERRO Grupo e Associação Cultural Alquimídia

Sobre o Projeto Manutenção do ERRO

O ERRO Grupo, através do Programa Petrobras Cultural, realiza o projeto Manutenção do ERRO, iniciado em outubro de 2010 e que será desenvolvido novembro de 2012, nas cidades de Florianópolis e região, Porto Alegre e São Paulo. O objetivo do Programa é contemplar grupos de teatro dedicados à produção cênica contemporânea, com o patrocínio às ações continuadas de pesquisa, produção e difusão de seus trabalhos.

O Projeto Manutenção do ERRO é dividido em duas etapas ao longo destes dois anos. A primeira delas será em Florianópolis e região com temporadas de apresentações dos espetáculos do repertório do ERRO Grupo – Adelaide Fontana, Buzkashi, Carga Viva, Desvio, Enfim um Líder e Escaparate, totalizando 33 apresentações -, além de oficinas formativas ministradas pelo ERRO Grupo, e com relevantes profissionais das artes cênicas, assim como um intercâmbio artístico.

A segunda etapa consiste na criação de um trabalho inédito de intervenção urbana, que contará com três temporadas em um total de 22 apresentações – quatro em São Paulo e em Porto Alegre e outras 14 em Florianópolis e região. Este novo projeto cênico dará continuidade à investigação desenvolvida pelo grupo sobre a prática do jogo na sociedade contemporânea assim como sobre a mobilidade da cena pelo espaço urbano.

ERRO Grupo – Mais informações e contatos
www.errogrupo.com.br
erro@errogrupo.com.br
http://www.youtube.com/user/ErroGrupo

spot_img
spot_img

Leia mais