25.2 C
fpolis
domingo, janeiro 23, 2022
cinesytem

Estudante de Florianópolis é premiado em evento de Harvard em São Paulo

Estudante de Florianópolis é premiado em evento de Harvard em São Paulo

spot_img

Rodrigo Agrifoglio, da Escola Internacional da UniSociesc Florianópolis, ganhou o prêmio de excelência por seu desempenho na 4ª edição do Harvard Model Congress Latin America atuando no papel de ministro da Fazenda do governo brasileiro

Cinco alunos da Escola Internacional da UniSociesc de Florianópolis participaram, de 18 a 20 deste mês, da 4ª edição do HMCLA – Harvard Model Congress Latin America, em São Paulo, evento que emula, com os estudantes atuando em funções administrativas e diplomáticas, na língua inglesa, o trabalho feito em instituições como o Congresso e a Suprema Corte norte-americanos, os gabinetes presidenciais do Brasil e dos Estados Unidos, entre outros, e instituições como a OEA – Organização dos Estados Americanos. O jovem Rodrigo Agrifoglio, que atuou como ministro da Fazenda do Brasil, recebeu um “award of excellence” (prêmio de excelência) por seu desempenho na conferência.

Participando pela primeira vez do congresso, os cinco alunos da Escola Internacional da UniSociesc Florianópolis, todos entre 15 e 17 anos, se destacaram no evento. Rodrigo recebeu o prêmio por suas explanações sobre o controle da inflação e em debates em que observou as implicações econômicas em questões de violência policial, como o do desaparecimento do pedreiro Amarildo Dias de Souza, após ser detido por PMs na Favela da Rocinha, em 2013, e o movimento Black Live Matters, que se contrapõe à brutalidade policial contra pessoas negras nos Estados Unidos. O HMCLA é organizado por estudantes de Harvard e o seu objetivo é estimular os jovens a se tornarem futuros líderes.

Sofia Andreis atuou como representante do governo da República Dominicana junto à OEA debatendo temas como a política de descriminalização das drogas na América Latina, violência policial e desmilitarização das polícias. E os alunos Felipe Santini, Gustavo Petry e Átila Rodrigues fizeram as vezes de juízes da Suprema Corte americana, analisando e tendo que votar sobre questões como o sistema eleitoral norte-americano (se deveriam ser levados em conta os votos só de eleitores registrados, de toda a população ou ser implementado um sistema misto) e o acesso a informações de empresas de tecnologia (no caso apresentado, a solução de um crime estava protegida pela criptografia de um iPhone).

Segundo o coordenador pedagógico da Escola Internacional da UniSociesc Florianópolis, Raul Rietmann de Freitas, que acompanhou os alunos no congresso realizado na tradicional Universidade Belas Artes, no bairro Vila Mariana, a participação do grupo foi excepcional. “Eles saíram da zona de conforto e realmente se entregaram às tarefas. E foi uma experiência muito importante, por que eles debateram de igual para igual com alunos com muito mais prática neste tipo de eventos, estudantes de colégio de renome de São Paulo, como St. Nicholas, St. Francis e Bandeirantes, e delegações de Portugal e de Honduras, além de outros estados brasileiros”, explicou o professor.

Serviço

O quê: Escola Internacional da UniSociesc Florianópolis;

Local: UniSociesc Florianópolis;

Endereço: Rua Salvatina Feliciana dos Santos, 525 – bairro Itacorubi;

Informações: fone (48) 3239-4700

spot_img
spot_img