25.4 C
fpolis
sábado, janeiro 22, 2022
cinesytem

Excelência para organizações catarinenses

Excelência para organizações catarinenses

spot_img

Acontece no dia 11 de novembro na FIESC em Florianópolis.

O Prêmio Catarinense de Excelência (PCE) completa cinco anos em 2009 e realiza sua 5ª edição no dia 11 de novembro, às 19h, na sede da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina – FIESC. O PCE foi criado pelo Movimento Catarinense para Excelência (MCE), presidido atualmente pelo empresário André Gaidzinski.

Nesse ano, o prêmio traz uma nova categoria de premiação denominada Diamante, que propõe uma avaliação mais exigente como preparação das empresas para o Prêmio Nacional da Qualidade.

Das 12 organizações inscritas, 10 foram selecionadas para concorrer nos três níveis de premiação propostos pelo MCE. Dentre elas, empresas públicas e privadas de diversas regiões de Santa Catarina. “As quatro edições do PCE realizadas funcionam como um histórico do crescimento de muitas instituições”, avalia André Gaidzinski. O 28º Grupo de Artilharia de Campanha de Criciúma esteve em todas e na última edição conquistou o Troféu Ouro.

A Banca Examinadora do PCE é formada por voluntários que avaliam a gestão da empresa inscrita. As organizações vencedoras recebem um relatório de avaliação, que identifica boas práticas empregadas pela empresa e oportunidades de melhoria, que tratadas poderão ampliar a competitividade da empresa. “Esta avaliação é de grande importância para o encaminhamento estratégico dos processos da empresa”, salienta Gaidzinski.

A intenção do prêmio é incentivar as organizações catarinenses a adotarem um modelo de gestão excelente, nos moldes dos critérios propostos pela Fundação Nacional da Qualidade (FNQ). Sua 5ª edição tem o patrocínio da SCGás, Tractebel e Iara Empreendimentos Imobiliários e apoio institucional do Sebrae/SC e Senai/SC.

Categorias de premiação

Nível I – Compromisso com a Excelência (250 pontos)

Organizações em estágio inicial de implantação de práticas de melhoria da gestão, com ênfase em alguns dos critérios. Começam a aparecer resultados relevantes decorrentes da aplicação das práticas implementadas. A premiação neste nível é traduzida pela entrega de uma placa indicando o nome da candidata, sua logomarca e o nível de reconhecimento.

Nível II – Rumo à Excelência (500 pontos)

Troféu Bronze Organizações com práticas adequadas e disseminadas em algumas áreas, processos e produtos, com início de uso continuado. Primeiros estágios quanto à obtenção de resultados relevantes decorrentes das práticas implementadas.

Troféu Prata Organizações em estágio de desenvolvimento e implementação de ações voltadas para a melhoria da gestão em seus principais processos. Apresenta práticas com uso continuado, com registros de resultados decorrentes da aplicação das ações voltadas para a melhoria da gestão.

Troféu Ouro Organizações em estágio de desenvolvimento sistematizado de ações direcionadas para a excelência da gestão. Apresentam resultados relevantes decorrentes da aplicação de práticas de gestão, sendo alguns equivalentes ou superiores aos referenciais do setor. Sua liderança e seu corpo funcional conhecem, compreendem e aplicam os valores e princípios da Gestão para a Excelência.

Nível III – Diamante (750 pontos)

A nova categoria é baseada nos mesmos critérios de avaliação do Modelo de Excelência da Gestão e realiza uma avaliação mais exigente da gestão das empresas, preparando-as melhor para o Prêmio Nacional da Qualidade, que utiliza uma escala de pontuação de mil pontos.

spot_img
spot_img