19.6 C
fpolis
domingo, setembro 19, 2021
cinesytem

Plamus apresenta soluções para a melhoria da mobilidade urbana na Grande Florianópolis

spot_img

Plamus apresenta soluções para a melhoria da mobilidade urbana na Grande Florianópolis

O levantamento do Plano de Mobilidade Urbana Sustentável da Grande Florianópolis (Plamus) e as soluções propostas para melhorar a mobilidade foram apresentados pelo superintendente da Região Metropolitana da Grande Florianópolis, Cassio Taniguchi, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina nesta quarta-feira, 18, durante o lançamento da Frente Parlamentar da Mobilidade Urbana Sustentável da Grande Florianópolis. Deputados, secretários de Estado, prefeitos e representantes da sociedade civil participaram do evento. As informações são da Assessoria de Comunicação do Governo do Estado. 

“Estamos vivendo um problema extremamente grave no Estado, pois temos quatro milhões de automóveis circulando nas rodovias. Por outro lado, vivemos um momento interessante já que depois de um ano de um profundo estudo feito sobre mobilidade, com financiamento do BNDES, temos soluções concretas, sem achismos. A região metropolitana da Grande Florianópolis foi a primeira a ser escolhida pelo BNDES para um estudo deste tipo”, comentou o secretário de Estado do Planejamento Murilo Flores. 

Pesquisas do Plamus indicam que 48% dos moradores da Grande Florianópolis usam carro ou moto diariamente, frente à média nacional de 32% de uso de transporte individual. “Nenhuma cidade do mundo se sustenta planejando só o transporte individual, por isso, a necessidade de soluções integradas de transporte coletivo, com gestão eficiente e comunicação”, destacou o superintendente da Região Metropolitana da Grande Florianópolis.

A visão integrada de mobilidade inclui desenvolver um Plano Cicloviário Metropolitano, complementar ao sistema de transporte público, estratégias para a melhoria das calçadas e segurança para os pedestres e diretrizes para a gestão das áreas de estacionamento. Outro item avaliado pelo Plamus foi a concentração de empregos no Centro de Florianópolis, enquanto a maior parte das moradias está dispersa na Ilha e nos municípios da região metropolitana. Os deslocamentos diários resultam na saturação de 99% da capacidade de tráfego da Ponte Colombo Salles.

 

Veja a apresentação do superintendente da Região Metropolitana da Grande Florianópolis, Cassio Taniguchi no Slideshare 

spot_img
spot_img

Leia mais