15.6 C
fpolis
quarta-feira, setembro 22, 2021
cinesytem

Funcionários da Celesc farão trabalho voluntário em creche de São José, neste sábado

spot_img

Funcionários da Celesc farão trabalho voluntário em creche de São José, neste sábado

spot_img

Neste sábado, 5, funcionários da Celesc da Grande Florianópolis vão se tornar carpinteiros, pintores, pedreiros e até jardineiros. Eles se ofereceram como voluntários para pintar as paredes, consertar as janelas e prestar diversos tipos de reparos no Centro de Educação Infantil Frei Antônio (CEIFA), creche localizada na Colônia Santana, em São José, que atende cerca de 350 crianças. A iniciativa faz parte do projeto Celesc Voluntária, lançado pela empresa a fim de reunir o maior número de empregados numa ação de voluntariado, para que, por um dia, eles usem suas habilidades em prol de uma entidade beneficente. As informações são da Assessoria de Comunicação do Governo do Estado. 

A Assessora de Responsabilidade Social da Celesc, Viviani Remor, explica que a ideia do Celesc Voluntária surgiu da necessidade de trabalhar a cidadania. “O projeto veio da necessidade de irmos além dos muros da empresa e trabalharmos nossa consciência voluntária. Não se trata de assistencialismo, e sim de construção de cidadania”, ressalta Viviani.  

Grande Florianópolis

Três instituições foram pré-selecionadas como candidatas a receber o auxílio. Após visitas técnicas da equipe de voluntários às instalações dessas entidades, a escolha pelo CEIFA veio de um consenso: foi o local em que se constatou maior necessidade de apoio. Os buracos e infiltrações na parede, a falta de janelas em algumas salas e o desnível do piso – atingido por diversas enchentes – atestam as condições precárias do local.

No decorrer dos preparativos, a força-tarefa para recuperar a infraestrutura do CEIFA ganhou mais aliados: os pais dos alunos também aderiram à causa e irão colaborar com a mão-de-obra. “Pretendemos pintar todas as salas de aula e dar especial atenção à correção de fissuras, rachaduras e goteiras nos prédios da creche”, explica o empregado da Celesc Leonardo Contin, um dos coordenadores do projeto em Florianópolis. “Ao nos depararmos com a realidade desses lugares, nos damos conta de como é fácil ajudar”, comenta Contin, sobre a importância da campanha.
 

spot_img
spot_img

Leia mais