15.5 C
fpolis
terça-feira, agosto 16, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Funturismo destina 4,5 milhões para o Carnaval de Santa Catarina

spot_imgspot_img

Funturismo destina 4,5 milhões para o Carnaval de Santa Catarina

spot_imgspot_img

O investimento do Governo do Estado nas escolas de samba de Florianópolis é de R$ 1,5 milhão para os desfiles de 2010.

O Carnaval de Santa Catarina promete ser um grande espetáculo na capital turística Florianópolis e em mais 25 cidades que receberão o incentivo do Governo do Estado, por meio do Funturismo – Fundo de Incentivo ao Turismo – no total de R$ 4,5 milhões. Nesta terça-feira (26/01) as cinco escolas de samba de Florianópolis – Protegidos da Princesa, Copa Lord, Unidos da Coloninha, Consulado do Samba e União da Ilha da Magia – receberam a terceira parcela do pagamento (R$ 100 mil) dos recursos totais de R$ 300 mil para cada.

O investimento do Governo do Estado nas escolas de samba de Florianópolis é de R$ 1,5 milhão para os desfiles de 2010. A entrega das ordens de pagamento foi no gabinete da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, com a presença dos presidentes das agremiações carnavalescas e do presidente da Ligas das Escolas de Samba, José Carlos “Zeca” Machado.

O secretário em exercício, Gerson Hulbert assinou as ordens de pagamento. O secretário Gilmar Knaesel, afastado do cargo para a recuperação de uma cirurgia, anunciou na ocasião o pagamento dos recursos da Liga das escolas de Samba no valor de R$ 230 mil para a próxima segunda-feira (1/02), destinados para a infraestrutura para carros alegóricos na passarela do samba.

A Liga dos Blocos de Florianópolis receberá R$ 120 mil em ordens de pagamento do Funturismo também na segunda-feira. “Temos de agradecer a parceria deste governo, que cumpriu sua parte na realização do Carnaval nestes últimos seis anos com os recursos do Funturismo. O secretário Gilmar Knaesel e o governador Luiz Henrique da Silveira são amigos do carnaval”, afirmou o presidente da Liga das Escolas de Samba, Zeca Machado. Moacir Gomes, presidente da Protegidos da Princesa aproveitou a para pedir o apoio do secretário Gilmar Knaesel para a conclusão da obra da Cidade do Samba, complexo que prevê atividades turísticas, de entretenimento e de ação social.

O espaço fixo para o trabalho anual das escolas de samba da capital catarinense resolveria o problema enfrentado pelas com o aluguel de galpões, conforme o representante da agremiação. “Podemos estar entre os mais importantes carnavais do Brasil, mas sem a Cidade do Samba não vamos evoluir”, argumentou o presidente da Protegidos da Princesa, que agradeceu ao Governo do Estado por efetuar o pagamento total dos recursos para as escolas antes do desfile. “Isto é importante para nós, que trabalhamos com prazos e temos custos de fornecedores para cobrir”, disse Gomes.

spot_img

Leia mais