19.1 C
fpolis
quinta-feira, dezembro 2, 2021
cinesytem

Instituto Padre Vilson Groh completa três anos nesta terça-feira

spot_imgspot_img

Instituto Padre Vilson Groh completa três anos nesta terça-feira

spot_img

O Instituto Padre Vilson Groh (IVG), completa três anos de fundação nesta terça-feira, 21. Criado a partir do reconhecimento de mais de 30 anos de trabalho do Pe. Vilson e sua equipe junto às comunidades da Grande Florianópolis, o IVG atua como uma holding social articulando sete organizações da sociedade civil da capital catarinense e região metropolitana, além das cidades de Lages e Joinville.

As ONGs que juntas compõem a Rede IVG são: Associação João Paulo II, Centro Cultural Escrava Anastácia (CCEA), Casa da Criança e do Adolescente do Morro do Mocotó (ACAM), Centro de Evangelização e Educação Popular (CEDEP), Centro Educacional Marista Lúcia Mayvorne, Centro Educacional Marista São José e Centro Social Elizabeth Sarkamp.

O Instituto possui papel de governança na busca pela otimização dos recursos e interfaces dessas entidades, compreendidos, além da questão financeira, a gestão e assessoria em recursos humanos, área jurídica, contábil, processos administrativos, parcerias público-privadas e voluntariado.

Em junho de 2013 o IVG lançou o relatório social da entidade registrando os números referentes ao ano de 2012. Naquele ano, a Rede Interinstitucional do Instituto Pe. Vilson Groh atendeu diretamente 4.147 crianças, adolescentes, jovens e adultos nos projetos e serviços e 2.277 famílias nas comunidades onde estão inseridas as organizações, atuando diretamente na melhoria da qualidade de vida e no auxílio à superação da situação de vulnerabilidade social por meio da atuação de 297 colaboradores contratados. A segurança alimentar é outro fator imperativo: foram servidas 794 mil refeições em 2012. A Rede também mantém articulação com o poder público em diferentes frentes, como, por exemplo, acolhendo crianças e adolescentes encaminhados pelo Conselho Tutelar. No ano de 2012 foram acolhidos 763 jovens encaminhados pelo Conselho.

No último ano a Rede IVG recebeu importantes prêmios em reconhecimento ao trabalho desenvolvido. Em novembro, o Instituto foi agraciado em Brasília com o Prêmio Darcy Ribeiro de Educação, concedido pela Comissão de Educação e pela Mesa Diretora da Câmara dos Deputados. Em dezembro, o IVG recebeu o Certificado de Responsabilidade Social de Santa Catarina concedido pela Assembleia Legislativa, que reconhece e destaca as entidades sem fins econômicos e empresas privadas que tenham a responsabilidade socioambiental incluída nas políticas de gestão visando a promoção do bem-estar da sociedade e a preservação ambiental. No mesmo mês a OAB/SC prestou uma homenagem ao IVG em comemoração aos 20 anos da Lei 8.742 (LOAS – Lei Orgânica de Assistência Social) pela contribuição e continuidade na criação, garantia e defesa dos direitos do público alvo da política pública de Assistência Social. Já o CEDEP, instituição que faz parte da Rede IVG, foi o vencedor nacional do 10º Prêmio Itaú-Unicef na categoria Grande Porte. O Prêmio é uma iniciativa da Fundação Itaú Social e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) com o objetivo de identificar, reconhecer e estimular o trabalho de organizações sem fins lucrativos que contribuem em articulação com as políticas públicas de educação e de assistência social, em parceria com a escola pública, para a educação integral de crianças, adolescentes e jovens brasileiros em condições de vulnerabilidade socioeconômica.

Também em 2013 o projeto Procurando Caminho do Centro Cultural Escrava Anastácia recebeu o Prêmio ANU, oferecido pela CUFA, em reconhecimento como a melhor iniciativa social do estado de Santa Catarina. O Presidente do IVG também foi convidado para ser embaixador do objetivo número 1 entre dos Objetivos do Milênio, “Erradicar a extrema pobreza e a fome”.
 

spot_img
spot_img