19.9 C
fpolis
sábado, julho 2, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Laboratório da UFSC na Ressacada vai priorizar o meio-ambiente

Laboratório da UFSC na Ressacada vai priorizar o meio-ambiente

spot_imgspot_img

Energia solar, telhado verde, aproveitamento do vento e da luz natural e um projeto pensado para diminuir o impacto no ambiente. A sede do Laboratório de Remediação de Águas Subterrâneas (Remas), que será construída na fazenda da Ressacada, será mais do que um novo prédio da UFSC.

Além de dar espaço para pesquisas, a construção quer se tornar referência em arquitetura sustentável. O novo laboratório é uma iniciativa do professor Henry Corseuil, coordenador do Remas, que há 15 anos realiza trabalhos sobre o impacto do derramamento de combustíveis no solo e águas subterrâneas e desenvolve tecnologias para a recuperação. A Petrobrás, parceira das pesquisas, disponibilizou o financiamento para a construção.

“Ao invés de começar outra obra tradicional, resolvemos fazer alguma coisa de acordo com o que a gente ensina nas salas de aula”, explica Corseuil. O projeto foi desenvolvido pelo professor Américo Ishida, do Departamento de Arquitetura e Urbanismo. “Desde o início, pensei em uma outra maneira de apropriação do terreno, de pensar os espaços e a relação com o meio ambiente”, conta ele. O projeto foi concebido na UFSC, e contou com a participação de acadêmicos de diversas áreas.

Os 1.200 m² construídos darão origem ao primeiro prédio de porte construído na fazenda da Ressacada, terreno da UFSC localizado no Sul da Ilha, que hoje é usado apenas para trabalhos de campo. A construção de três blocos de laboratórios, escritórios, salas e anfiteatro para 80 lugares deve ficar pronta até o final de 2009. Para documentar o processo que leva em conta princípios da construção sustentável, um documentário será produzido ao longo da construção.

spot_img