16.2 C
fpolis
sábado, julho 2, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Marcelo Tas define impacto que a mudança digital gera na comunicação atual

Marcelo Tas define impacto que a mudança digital gera na comunicação atual

spot_imgspot_img

Programa Brasil em Debate – Marcelo Tas

“Estamos diante de algo que não conseguimos absorver”. E foi na tentativa de decifrar esse enigma que o jornalista Marcelo Tas encerrou o ciclo de palestras desse ano do programa O Brasil em Debate na Assembléia Legislativa, na noite de ontem (19), no Auditório Antonieta de Barros. Com humor irreverente e perspicaz, Tas abordou o tema “Inovação: a criatividade na era digital” citando três pontos que explicam a mudança da informação: quantidade, velocidade e interatividade.

“Para quem se interessa por comunicação, a gente vive uma época fantástica! Para se ter um veículo não precisa estar dentro de uma rádio, de um jornal, de uma TV. Pode-se criar sua própria central de informação. Todos nós somos produtores de um volume gigantesco de informação”, ressalta. “A necessidade de se consumir notícias está mudando o jornalismo. E o jornalismo está sendo afetado pela mudança do leitor. Vivemos no mundo do tempo real”, acrescenta. Para o jornalista essa mudança ficou muito clara nas eleições norte-americanas. O resultado foi divulgado ainda na madrugada e os jornais no dia seguinte anunciavam a possível vitória de Barack Obama.
Segundo Tas, cuja primeira imagem vista numa TV foi a chegada do homem na lua, é muito fácil identificar essa mudança na comunicação mundial. “O mundo da ‘TV que estava na sala’ é um mundo onde o conteúdo vinha até o indivíduo. Hoje, em vez de o conteúdo vir até a gente, a gente é que vai até o ele”, explica. E não tem como fechar as portas de entrada para a internet. “O governo chinês tentou, mas são milhões de nós ligados na rede. Você fecha de um lado, ela entra por outro”.

Outro grande exemplo dessa mudança encontra-se dentro das salas de aula. “Antigamente o conhecimento era do professor. Hoje a garotada tem acesso às informações a qualquer momento e o professor passa a ser um provocador de conhecimento, um tradutor de insight. E essa é sua verdadeira vocação”. Ele acrescenta que o consumo de informação do adolescente de ontem acontecia através do rádio, da TV, do telefone, do toca-discos, do toca-fitas, do jornal. Hoje, além desses meios, ainda temos internet, games, celular, mp3 e a comunidade.
Para quem não consegue acompanhar a velocidade dessa mudança, Tas tem um conselho na ponta da língua: “Procure observar o que estão fazendo as crianças”, conclui.

Lista de atitudes que Marcelo Tas considera importantes para viver a era digital:

Colaboração – como acontece com a Wikipédia (enciclopédia online); Transparência – “Num mundo conectado não dá pra mentir sobre o que está acontecendo”; Adaptação – “Quem acha que sabe tudo está, no mínimo, mal informado”; e Viver o presente.

spot_img