15.1 C
fpolis
sexta-feira, setembro 17, 2021
cinesytem

Plano de ação para aquecer a produção cinematográfica catarinense é debatido em Florianópolis

spot_img

Plano de ação para aquecer a produção cinematográfica catarinense é debatido em Florianópolis

Representantes do audiovisual catarinense reuniram-se na Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte (SOL) na manhã desta quinta-feira, 19, para discutir a criação de um plano de desenvolvimento do setor no estado. Uma das principais demandas das entidades foi a ampliação da compreensão do estado acerca da diversidade do segmento, que envolve quatro eixos básicos: formação, produção, exibição e distribuição. As informações são da Assessoria de Imprensa da Fundação Catarinense de Cultura (FCC).

A defesa da aprovação do Plano e do Sistema Estadual de Cultura foi uma das bandeiras levantadas pelo grupo. Para o cineasta Eduardo Paredes é preciso acabar com a preocupação isolada com os segmentos e encarar a cultura de um modo integrado: “O cinema é considerado a sétima arte e integra elementos de todas as demais”, afirmou.

Uma próxima reunião já foi agendada para o início de abril com o objetivo de estabelecer uma agenda positiva para o setor. A equipe vai desenvolver um plano de ação detalhado com os principais eventos, festivais e políticas do setor.

Além do secretário adjunto da SOL, Jaime Mora, e das diretoras de Projetos Estruturantes (DPE) Ana Paula Cardoso, e de Políticas Integradas do Lazer (PDIL), Simone Machado, participaram do encontro a presidente da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), Maria Teresinha Debatin, e representantes da Cinemateca Catarinense, SESC, curso de cinema da Unisul, TV UFSC, Panvision e do Florianópolis Audiovisual Mercosul (FAM).

spot_img
spot_img

Leia mais