21 C
fpolis
sábado, janeiro 29, 2022

Preço dos alimentos pesa no custo de vida em Florianópolis

Preço dos alimentos pesa no custo de vida em Florianópolis

spot_img

A alta nos preços dos alimentos foi a principal responsável pela elevação do custo de vida em Florianópolis durante o ano de 2008. Segundo dados do Índice de Preços ao Consumidor, apurado pelo Instituto Técnico de Administração e Gerência (Itag/Udesc) e divulgado pela Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (Acif), o grupo alimentação registrou alta de preços de 10,87% nos últimos 12 meses. Outros itens avaliados registraram variação bem menor: 3,66% no grupo Outros Serviços, 1,22% em Serviços Públicos e de Utilidade Pública e 1,22% em Produtos não Alimentares.

Com isso, durante o ano o aumento acumulado no custo de vida bateu nos 8,41%. O índice é 3,4 pontos percentuais superior aos 5,01% de variação registrados em 2007. Segundo o coordenador da pesquisa, Hercílio Fernandes Neto, a alta foi influenciada principalmente pela subida de preços dos produtos de elaboração primária. O arroz branco, por exemplo, ficou 49,05% mais caro em 2008. Houve incrementos significativos de preço também na carne de segunda (41,37%), no arroz amarelão (36,95%) e na carne de primeira (14,32%).

A alimentação – e principalmente a carne – também teve impacto sobre os números registrados em dezembro. No mês, o Custo de Vida na capital apresentou um aumento de 0,38%. Enquanto os produtos não alimentares registraram redução de 0,69% nos preços, o gasto com alimentação subiu 0,63%. A batata inglesa (-12,43%) e o aipim (- 7,64%) estiveram entre os produtos com redução de preços. Já a carne de primeira (5,52%) e a carne moída de primeira (4,82%) estiveram entre os itens com aumento de preço.

Itens de outros grupos contribuíram para o resultado alcançado. Houve redução de preços nos Produtos Não Alimentares, com destaques para os Artigos de Limpeza (-) 5,93%, Artigos de Higiene(-) 2,76%, Medicamentos (-) 1,38% e Artigos do Vestuário (-) 1,01%.

O Índice de Preços ao Consumidor de Florianópolis é calculado a partir da comparação de preços de 319 itens. A inflação obtida através dele é aquela que incide sobre os orçamentos de famílias com rendimento entre 1 e 20 salários mínimos.


Mais informações – Rogério Kiefer – 3223 3078 – 8409 1769

spot_img
spot_img