18.4 C
fpolis
segunda-feira, dezembro 6, 2021
cinesytem

Programa da FIESC capacita profissionalmente jovens de casas de acolhimento

spot_imgspot_img

Programa da FIESC capacita profissionalmente jovens de casas de acolhimento

spot_img

Cerca de 30 adolescentes de 14 a 18 anos que estão em casas de acolhimento da Grande Florianópolis começaram a receber capacitação profissional e preparação para o mercado do trabalho. Os jovens foram integrados no Programa Novos Caminhos, uma iniciativa da Federação das Indústrias de Santa Catarina em parceria com o Tribunal de Justiça e a Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC). O programa prevê ações de médio e longo prazos.

A primeira etapa consiste na capacitação em temas como comportamento, pró-atividade, ética no trabalho e liderança, ministrados pelo IEL. Também nesta fase, são identificadas necessidades dos estudantes quanto ao complemento educacional e os jovens conhecem a estrutura de laboratórios e cursos do SENAI, para se familiarizarem com a educação profissional. Na segunda fase, os alunos podem complementar sua educação, por meio, por exemplo, da Educação de Jovens e Adultos do SESI, e se inscrever em cursos técnicos ou de aprendizagem industrial.

Depois eles serão encaminhados para atuar nas empresas como jovens aprendizes ou estagiários e funcionários. O coordenador da Infância e da Juventude do Tribunal de Justiça de SC, desembargador Sérgio Izidoro Heil, destaca que o Programa não é destinado a jovens em conflito com a lei e sim aos que são órfãos, abandonados pelos pais ou que sofreram maus tratos na família e foram acolhidos pelo Estado. ‘Quando completam 18, eles têm que ser desligados e entregues à própria sorte. Com esse projeto queremos capacitá-los para que possam ter uma vida digna, uma família, um emprego’, diz Heil.

O desembargador informa que em Santa Catarina são 1.536 crianças e adolescentes acolhidos, dos quais 769 meninas e 767 meninos. Desse universo, 471 têm 14 anos ou mais e, assim, podem ser atendidos pelo programa. ‘À medida em que programa avança, nos entusiasmamos e nos motivamos cada vez mais para ampliar a oportunidade de mudarmos a vida de tantas crianças e adolescentes’, afirma o presidente da FIESC, Glauco José Côrte. O Novos Caminhos já está em andamento também nas regiões de São Miguel do Oeste, Chapecó, Blumenau, Joinville e Itajaí.

Com a adesão, nas próximas semanas, das comarcas de Lages, Criciúma e Jaraguá do Sul, o programa deve totalizar 110 cidades atendidas. Em todas essas regiões, a expectativa das entidades é fazer com que os estudantes iniciem os programas de educação profissional e a educação de jovens e adultos em agosto. (Com informações do jornalista Ivonei Fazzioni – Assessoria de Imprensa da Fiesc).

spot_img
spot_img