19.2 C
fpolis
quarta-feira, junho 29, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Projeto Família Acolhedora traz conscientização no Dia Nacional da Adoção

Projeto Família Acolhedora traz conscientização no Dia Nacional da Adoção

spot_imgspot_img

A iniciativa do Instituto Hope House, que capacita famílias para acolher crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade, apresenta o evento Mesa Redonda na capital

Na semana em que se conscientizam as pessoas sobre a importância da adoção, o Instituto Hope House traz à tona uma das concepções de maior destaque da instituição. O “Família Acolhedora”, projeto que traz o acolhimento familiar dirigido a crianças e adolescentes (de 0 a 18 anos) afastados de suas famílias de origem, existe há 7 meses em Florianópolis e celebra o Dia Nacional da Adoção, 25/05, com o evento “Mesa Redonda – Novos paradigmas para a proteção de crianças e adolescentes”, trazendo a importância da percepção da sociedade civil para este assunto. O evento será no Auditório GRANFPOLIS, a partir das 13h30.

O intuito do “Mesa Redonda”

O evento, organizado pela equipe do serviço de Família Acolhedora do Instituto Hope House, em parceria com a GranFpolis, OAB-SC, Secretaria Municipal de Assistência Social e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Florianópolis, tem como objetivo criar um espaço para maior conhecimento sobre essa modalidade de medida de proteção, que é o serviço de acolhimento em Família Acolhedora nas cidades catarinenses.

O Instituto Hope House, que desde 2012 atua com oficinas de artes como complemento do trabalho social prevenindo a ocorrência de situações de risco social e fortalecendo a convivência familiar e comunitária, traz como debate um assunto que há muito é discutido em outros países. A necessidade da existência de famílias adaptadas para acolherem essas crianças e adolescentes que são afastadas de suas famílias de origem. Estudos apontam que uma criança em acolhimento familiar tem um melhor desenvolvimento, se comparado a uma criança em acolhimento institucional.

No evento “Mesa Redonda” será debatido e apresentado qual a importância e como se deve proceder para a implantação, seleção, cadastro e capacitação das famílias pretendentes e que desejam ser uma Família Acolhedora.

Participações

Para tratar dos temas: Panorama da implantação do Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora no Brasil; O Acolhimento Familiar e a garantia do direito à convivência familiar e comunitária de crianças e adolescentes; e A importância da formação para profissionais e para as famílias acolhedoras no serviço de acolhimento familiar, o evento “Mesa Redonda terá as participações de Maurício José Silva Cunha – Secretário Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, Dr. João Luiz de Carvalho Botega – Coordenador do Centro de Apoio da Infância e Juventude (CIJ) do MPSC e Vânia Fátima Guareski Souto– Assistente Social da Granfpolis Especialista em Gestão Social de Políticas Públicas.

O que é o “Família Acolhedora”?

O acolhimento familiar é uma medida dirigida a crianças e adolescentes (de 0 a 18 anos) afastados de suas famílias de origem por medida de proteção e acolhidos em residências de famílias acolhedoras previamente cadastradas.

O Serviço faz parte da Proteção Social Especial de Alta Complexidade da Política de Assistência Social, sendo regulamentado por legislação municipal (Lei Nº 10.696, de 18 de março de 2020 e Decreto Nº 21.648, de 16 de junho de 2020).

A iniciativa é responsável por selecionar, cadastrar e capacitar as famílias pretendentes, além de habilitá-las e realizar o acompanhamento. Este acompanhamento abrange a criança e/ou adolescente, a família de origem, a família extensa (tios, avós, etc) e a família acolhedora. Esta é uma alternativa à institucionalização, seguindo os princípios do Estatuto da Criança e Adolescente (Lei 8.069/1990, Art.) o Serviço de acolhimento familiar deve ser temporário e excepcional, até que seja viabilizada solução de caráter permanente para a criança e/ou adolescente por via judicial.

Sobre o Instituto Hope House

O Instituto Hope House nasceu com o intuito de, através da articulação em rede, suporte no acolhimento, informação e oportunidades, intervir nas consequências da desigualdade social, gerando novas vivências e buscando fortalecer as crianças/adolescentes e suas famílias. Para isso, desenvolve ações de caráter continuado e planejado. Com o intuito de cumprir as prerrogativas previstas no Estatuto, quais sejam: promover o bem de todos, sem distinção de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação ofertando à comunidade suas ações de forma gratuita.

Desde 2012, o Instituto Hope House, atua com oficinas de artes como complemento do trabalho social com a família prevenindo a ocorrência de situações de risco social e fortalecendo a convivência familiar e comunitária, como serviço de ação continuada para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social de baixa renda e em acolhimento institucional. Garantindo, assim, a participação em atividades artísticas, culturais, esportivas e de lazer, contribuindo na formação educativa dos indivíduos.

Inscrições gratuitas:

Fone: (48)3050-0515

Email: contato@hopehouse.org.br

Link Inscrição: https://abre.ai/epLb

Site: www.hopehouse.org.br

Serviço:

O que: “Mesa Redonda: Novos paradigmas para a proteção de crianças e adolescentes”.

Quando: Quarta-feira, às 13h30.

Onde: Auditório GRANFPOLIS – Rua: Cândido Ramos, 250 – Capoeiras, Florianópolis.

editor.deolhonailhahttp://www.deolhonailha.com.br
O DeOlhoNaIlha é um portal de propriedade da NacionalVOX - Agência Digital, de Florianópolis. Seu lema é "Fique por dentro de Floripa" e seu objetivo é deixar os moradores e visitantes da Ilha da Magia muito bem informados sobre tudo o que acontece na cidade e região.
spot_img