16.6 C
fpolis
quinta-feira, setembro 23, 2021
cinesytem

Servidores da Prefeitura fazem assembleia nesta quarta-feira para definir possível greve da categoria

spot_img

Servidores da Prefeitura fazem assembleia nesta quarta-feira para definir possível greve da categoria

spot_img

O Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público da Grande Florianópolis (Sintrasem) realiza uma Assembleia nesta quarta-feira, 23, às 15h, na Praça Tancredo Neves, para discutir uma possível greve da categoria. A Prefeitura de Florianópolis divulgou um comunicado afirmando que considera precipitado o “indicativo de greve” do sindicato e apresentou a proposta de Plano de Cargos, Carreira e Salários – PCCS do Quadro de Pessoal Civil, em cumprimento à Cláusula 1ª do acordo firmado em maio deste ano.

As diretrizes utilizadas no estudo, diante das possibilidades financeiras do Município, segundo o secretário de Administração, Gustavo Miroski, procuraram contemplar os anseios históricos dos servidores e corrigir distorções.

O Sintrasem afirma que os números apresentados pela Prefeitura não representam a realidade e acusam a administração municipal de não divulgar as informações por completo. De acordo com o diretor de Comunicação do Sindicato, Thiago Duarte, o tema entrará em discussão na tarde de hoje. 

Confira, na integra, a proposta apresentada pela Prefeitura de Florianópolis:

"1. Auxiliares de Sala: incorporação da gratificação específica da categoria ao vencimento e elevação de aproximadamente 20% no valor do piso, acima da proposta apresentada pelo Sindicato no ano passado, ou seja:
R$ 818,65 + R$ 327,46 = R$ 1.146,11 + R$ 227,89 = R$ 1.374,00

2. Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias: criação de carreira específica, nos moldes da proposta do Quadro de Pessoal Civil, e elevação do piso em cerca de 15%, acima da proposta apresentada pelo Sindicato no ano passado, totalizando R$ 940,70.

3. Cargos de nível médio: elevação do piso para R$ 940,70.

4. Auxiliares, Técnicos e Fiscais da área da saúde: reajuste nos pisos, nas seguintes proporções:
Auxiliares: de R$ 818,65 para R$ 940,70, aproximadamente 15%; e,
Técnicos e Fiscais: de R$ 818,65 para R$ 1.069,41, aproximadamente 30%.

5. Demais técnicos, assistente administrativo e fiscais de nível médio: reajuste de 22,25% no piso, passando de R$ 818,65 para R$ 1.000,00.

6. Cargos de nível superior: elevação do piso de R$ 1069,41 para R$ 1.145,00, cerca de 7%, além da criação de Gratificação de RT para os seguintes cargos:

7. As gratificações do PSF e da Especialidade Médica serão fixadas em valor utilizando-se como referência o maior montante recebido em cada cargo, acabando, desta forma, com a diferenciação dos valores recebidos entre servidores de um mesmo cargo. Assim, qualquer alteração no restante da remuneração não afetará o valor das gratificações.

8. Vale considerar que como início de implementação do novo PCCS, desde a Data-Base 2013 vem sendo concedido reajuste no piso da PMF, que passou de R$ 678,00 para R$ 806,00 em maio, para R$ 818,65 em setembro e totalizará R$ 829,38 em fevereiro de 2014, elevação total de mais de 22%.

9. A tabela e os pisos salariais propostos foram definidos a partir da divisão dos cargos do Quadro de Pessoal Civil em 8 classes, respeitados os pesos estratégicos, contendo cada classe 4 níveis e 20 referências cada nível. A tabela possibilita o desenvolvimento funcional do servidor pelas modalidades de progressão por curso de aperfeiçoamento ou atualização e por titulação."

 

spot_img
spot_img

Leia mais