20.1 C
fpolis
sexta-feira, janeiro 28, 2022

Tigre/ICRH patrocina segunda edição do Conexão Cultural na Grande Florianópolis

Tigre/ICRH patrocina segunda edição do Conexão Cultural na Grande Florianópolis

spot_img

Acontece em São José, na Grande Florianópolis, nos dias 16, 17 e 18 de março

Por meio de brincadeiras, teatro, cinema e oficinas artísticas, o projeto Conexão Cultural Tigre/ICRH divulga a importância da cultura para a formação da sociedade. Gratuito, o evento, que está em sua segunda edição, viaja pelo Brasil a bordo de um caminhão-palco. Esta semana o evento está em joinville e a partir do dia 16 estaciona em São José, na Grande Florianópolis.

Imagine um caminhão estacionado na praça de sua cidade que, num passe de mágica, se transforma em um palco de entretenimento e informação. Com novas atividades, mas com o mesmo propósito, a 2ª edição do Conexão Cultural Tigre/ICRH volta com tudo este ano.

O projeto, que é uma iniciativa do Instituto Carlos Roberto Hansen e que tem o patrocínio da Tigre, por meio da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura, tem como objetivo disseminar a cultura aos habitantes do interior do País. Para isso, o Palco Móvel percorre 10 mil quilômetros levando na bagagem arte, conhecimento e muita alegria. Criado especialmente para apresentações ao ar livre, o projeto passará por 12 cidades de seis Estados: Santa Catarina, Paraná, Pernambuco, Bahia, Minas Gerais e São Paulo. Joinville é a primeira cidade catarinense a ser visitada pelo caminhão mágico. Depois, a fantasia sobre rodas irá visitar as cidades de São José, Rio do Sul, Gaspar e Blumenau. Na grande Florianópolis o caminhão estaciona no próximo dia 16 de março. A bordo do caminhão estão companhias de teatro, com atores que prometem transportar a animação e o lúdico para o roteiro da Conexão Cultural. Uma trupe repleta de boas histórias, que quer deixar a mensagem da arte por onde passar.

Com uma programação variada e duração de dois ou três dias em cada cidade, o projeto é gratuito e quer alcançar, de preferência, o público infantil de escolas públicas. Durante o evento são apresentadas as peças teatrais da Dionisos Teatro, além dos bonecos da Trip de Teatro e de Chico Simões. Os adultos não ficam de fora: quando anoitece, é a vez da telona entrar em cena. Um filme do cinema brasileiro entra em cartaz e é exibido ao ar livre. Nesta edição será exibido “Dois filhos de Francisco”.

A interação com a platéia não pára por aí. Durante o dia, das 9h às 17h, os artistas promovem atrações como pinturas, oficinas artísticas, musicais e circenses. Por causa disso, “Quando vocês voltam?” foi a pergunta mais ouvidas pelos artistas na edição do ano passado.

De acordo com Armando Appel, coordenador do evento, o Conexão Cultural Tigre/ICRH se repete este ano por um simples, mas fundamental motivo: “pretendemos novamente atingir os objetivos do Instituto Carlos Roberto Hansen, e atender aos propósitos da Lei Rouanet: levar arte e cultura a todos os brasileiros, com acesso livre e gratuito”, explica o coordenador.

Este ano, o evento será dividido em duas etapas: a primeira percorre as cidades da Região Sul (Santa Catarina e Paraná), e a segunda se dirige ao Nordeste e Sudeste (Pernambuco, Bahia, Minas Gerais e São Paulo).

Teatro Educativo

A programação terá o talento das companhias teatrais Trip Teatro de Animação, levando seus bonecos para todas as cidades da primeira etapa. Com 20 anos de história, o grupo de Rio do Sul já passou por mais de 40 cidades brasileiras e 11 países.

Algumas dessas cidades terão ainda os espetáculos da Dionisos Teatro. Com nove espetáculos em seu repertório, a companhia passará por Gaspar, Castro e Ponta Grossa, além de sua cidade natal, Joinville.

O Palco Móvel terá ainda as apresentações do artista Chico Simões em São José, Rio do Sul e Gaspar. Viajando pelo mundo com seus bonecos desde 1983, Simões é natural de Brasília, já recebeu diversos prêmios culturais e é responsável por projetos reconhecidos pelo Ministério da Cultura, como o Teia Brasília e o Invenção Brasileira.

Produção do Conexão Cultural Tigre/ICRH

O segundo ano do Conexão Cultural conta novamente com a produção de Jefferson Bevilacqua. O produtor trabalha com a realização de projetos culturais, eventos e shows há mais de 15 anos, como o que marcou o encontro de Maria Rita e Mercedes Sosa, turnês e apresentações como a de Roberto Carlos, Djavan, João Bosco, Luiz Melodia e Julio Iglesias. “Esse ano, além de consolidar essa grande idéia que é o caminhão-palco, estamos renovando e valorizando ainda mais o sucesso do Conexão Cultural”, aponta Bevilacqua.

spot_img
spot_img