14.7 C
fpolis
segunda-feira, outubro 18, 2021
cinesytem

Vereadores rejeitam pedido de arquivamento da denúncia contra Badeko

spot_img

Vereadores rejeitam pedido de arquivamento da denúncia contra Badeko

spot_img

A Câmara Municipal de Florianópolis rejeitou nesta quarta-feira, 20, o parecer do Conselho de Ética que sugeria o arquivamento da denúncia de quebra de decoro parlamentar referente ao vereador Marcos Aurélio Espíndola, Badeko (PSD). Foram 13 votos contrários ao arquivamento, uma abstenção e cinco votos favoráveis. Desta forma, a investigação de decoro parlamentar do vereador Badeko segue em andamento na Câmara. As informações são da Assessoria de Imprensa da Câmara. 

Quatro dos cinco vereadores que compõem o Conselho pediram o arquivamento justificando que faltavam elementos probatórios para a instauração de processo ético-disciplinar por quebra de decoro parlamentar.

O vereador Edmilson Pereira Junior (PSB), que foi o único membro do Conselho de Ética a discordar do arquivamento, apresentou parecer próprio em que solicitava a continuidade da matéria para que os fatos possam ser apurados. Assim também entendeu a maioria dos 21 parlamentares presentes na sessão desta quarta-feira. A partir de agora o Conselho de Ética tem 90 dias para apresentar uma conclusão manifestando-se pela cassação ou não do vereador denunciado.

O Conselho de Ética analisa denúncia realizada pelo vereador Afrânio Boppré (PSOL) contra os vereadores César Luiz Belloni Faria (PSD) e Marcos Aurélio Espíndola (PSD) pelo suposto recebimento de vantagens indevidas em fraudes de licitações.

 

spot_img
spot_img