25.2 C
fpolis
sábado, janeiro 22, 2022
cinesytem

Vice-Governador Leonel Pavan abre oficialmente o 3º FIMC

Vice-Governador Leonel Pavan abre oficialmente o 3º FIMC

spot_img

O vice-governador Leonel Pavan, acompanhado do senador Neuto de Conto e dos deputados Jorginho Melo, Edinho Bez e do secretário Gilmar Knaesel participaram na noite da segunda-feira (22/3), da abertura oficial da 3ª edição do Festival da Integração Multicultural Catarinense, que segue até o dia 27 de março no Centrosul em Florianópolis.

A edição 2010 do Festival traz novidades em relação às edições anteriores (1999 e 2009), como a inclusão de uma 10ª região turística, denominada Caminhos da Fronteira (que inicia em Itapiranga e vai até a cidade de Dionísio Cerqueira). O evento é uma promoção da Federação Catarinense dos Municípios (Fecam) com o apoio da Eletrobras, Assembléia Legislativa, Prefeitura de Florianópolis, Funturismo, Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte e Governo do Estado. A expectativa dos organizadores é que cerca de 50 mil visitantes passem pelos mais de 7 mil m² do centro de eventos da Capital. Em 2009, 40 mil pessoas visitaram o FIMC.

O prefeito de São Pedro de Alcântara e diretor da Fecam, Ernei Stahelin, destacou o empenho do Governo do Estado na execução de ações que estão revolucionando o setor. “Com toda a riqueza cultural e natural, Santa Catarina está se profissionalizando neste importante setor, que impulsiona e multiplica a geração de empregos e renda para nossa população”. A diversidade cultural, étnica, gastronômica e geográfica faz de Santa Catarina um Estado recheado de lugares interessantes para turistas de todas as nacionalidades. Em pouco mais de 200 quilômetros é possível deixar uma paisagem marítima e chegar aos campos de Lages, na região Serrana, uma região tipicamente campestre. Este é apenas um exemplo do potencial turístico do Estado, consagrado como um dos principais destinos do país, que tem no turismo sua vocação natural e uma alternativa importante para o desenvolvimento das cidades e de seu povo.

O secretário de Turismo, Cultura e Esporte, Gilmar Knaesel, lembrou que “Santa Catarina é o primeiro estado brasileiro a ter um plano estadual de desenvolvimento turístico aprovado pela Assembléia e o Funturismo, uma lei específica para incentivo do setor”. Knaesel destacou ainda, que o governo é o organizador das políticas públicas de incentivo ao turismo. “Em 1993 reclamava-se do grande problema da sazonalidade existe na área. As políticas implantadas desde então trouxeram grandes eventos para Santa Catarina e colocaram o estado no cenário nacional”. Para o secretário, a parceria com o trade turístico é fundamental para que eventos com o Festival aconteçam.

O objetivo do FIMC é mostrar de forma inovadora e diferenciada o que o Estado tem de melhor a oferecer para o turista. A produção artística e cultural do evento concebeu instalações temáticas que levam o visitante a uma viagem sensorial por Santa Catarina. Poucos metros separam o visitante das 10 regiões turísticas, que são apresentadas num formato multimídia, além de poder ver de perto peças de coleções de museus que retratam a variedade cultural do Estado. A apresentação de obras e peças de museus, emprestadas para o evento, foram idealizadas por pesquisadores que fizeram o levantamento de objetos mais representativos da diversidade étnica e cultural.

Além de impressões e estímulos visuais, o visitante pode comprar produtos artesanais produzidos dentro do Projeto Vitrine Catarinense, do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) de Santa Catarina, além de conhecer e pesquisar sobre roteiros turísticos e atrativos das regiões denominadas Caminho dos Cânions, Encantos do Sul, Grande Florianópolis, Costa Verde & Mar, Vale Europeu, Caminho dos Príncipes, Serra Catarinense, Vale do Contestado, Grande Oeste e Caminhos da Fronteira. “Santa Catarina é o Estado que mais proporciona mecanismos para o turismo, tanto que fomos escolhidos pelo terceiro ano consecutivo o melhor destino do Brasil”, disse o vice-governador Leonel Pavan, destacando a diversidade étnico-cultural catarinense como outro grande diferencial e atrativo para os turistas.

Paralelamente ao Festival, a Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte vai realizar o 1º Salão Catarinense de Turismo, reunindo operadores, empresários, agentes de viagens, Convention Bureau, Associações Brasileiras da Indústria Hoteleira e de Agentes de Viagens, entre outras entidades representativas do trade turístico. O Salão vai priorizar, entre os objetivos, promover e incentivar a comercialização dos roteiros turísticos do Estado visando os mercados nacionais e internacionais; estimular a inserção de produtos associados ao turismo como artesanato, gastronomia; fortalecer o processo de regionalização do turismo estadual e sensibilizar o público visitante para a importância do turismo para o desenvolvimento das regiões.

O Festival, que fica aberto até o dia 27 de maço, também traz apresentações diárias de dança, grupos folclóricos, palestras, rodadas de negócios e uma área gastronômica onde é possível saborear as comidas típicas de Santa Catarina.

SERVIÇO:

O quê: 3ª edição do Festival da Integração Multicultural Catarinense
Quando: 22 a 27 de março
Onde: Centrosul – Florianópolis
Quanto: R$ 6,00 e R$ 3,00 para estudantes. Crianças menores de 12 anos e idosos acima de 65 anos não pagam entrada.
Horário: das 10h às 22h

spot_img
spot_img