16.8 C
fpolis
domingo, outubro 17, 2021
cinesytem

19ª Festa do Milho Verde encerrou com pamonha gigante em Santo Amaro da Imperatriz

spot_img

19ª Festa do Milho Verde encerrou com pamonha gigante em Santo Amaro da Imperatriz

spot_img

Domingo festivo em Santo Amaro da Imperatriz – 19ª Festa do Milho Verde encerrou com pamonha gigante e sertanejo universitário

Um final de semana de sabores e sensações. A 19ª edição da Festa do Milho Verde de Santo Amaro da Imperatriz encerrou neste domingo após três dias de gastronomia, shows, parque de diversões, educação ambiental, artesanato, cultura, desfile de beleza e muitas outras atrações. Uma festa para toda a família que atraiu 36 mil e 800 pessoas em busca de boa comida e diversão garantida no Parque de Exposições Prefeito Orlando Becker.

Domingo com pamonha gigante

O domingo começou com missa campal em agradecimento e bênção da colheita. Diversas famílias participaram da celebração. Depois o parque foi tomado por milhares de pessoas que compareceram para apreciar a gastronomia típica da festa. Durante o almoço a Banda de Música de Santo Amaro da Imperatriz fez uma belíssima apresentação.

No início da tarde a organização do evento assinou o convênio de repasse de R$ 50 mil, oriundo dos recursos do Fundo Nacional de Turismo do Governo do Estado de Santa Catarina. Participaram da ação o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Santo Amaro da Imperatriz, Edson Ricardo Rachadel; a presidente do Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento de Eventos, Vânia Monteiro; o representante do Secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte César Souza Junior, o senhor Ivo Silvestre Ferreira e o Deputado Paulo Roberto Barreto Bornhausen. Ferreira enfatizou que “a festa nasceu pela necessidade dos produtores rurais promoverem seus produtos e ela tornou-se uma festa regional. A Secretaria não poderia voltar as costas para o pequeno produtor rural, que é o maior fornecedor do Ceasa. Outra situação é que, valorizando o pequeno produtor rural e oferecendo renda a ele, haverá menor êxodo rural”. O Deputado Bornhausen também exaltou o evento. “É uma festa tradicional e é realizada por um Sindicato que congrega estes agricultores que perderam muito, tiveram dificuldades nesta safra. Esta é a razão do apoio expressivo, para estimular os agricultores, pois é uma cidade pujante, que cresce muito e orgulha o Estado. Este apoio é um gesto mais do que justo”.

Durante a tarde chegou a atração gastronômica mais esperada da festa. A pamonha gigante, que neste ano pesou 541 quilos chegou por volta das 15h30 e foi “devorada” pelo público gratuitamente. Para a confecção da iguaria foram utilizadas cerca de seis mil espigas de milho e 12 pessoas participaram do processo, que levou mais de 40 horas. Depois os visitantes dançaram ao som do Grupo Fronteiras e em seguida houve o encerramento da festa com o show de João Neto e Frederico.

Para o presidente do Sindicato, Edson Ricardo Rachadel, “o objetivo da festa foi atingido, pois mais uma vez valorizamos a agricultura familiar do município, projetamos nossa cidade para o Brasil e para o mundo com a tradicional pamonha gigante e proporcionamos momentos muito saborosos com a nossa gastronomia e as atividades de cultura e lazer para toda a família”.

Sexta-feira com eleição da corte 2011

A noite foi de descontração, gastronomia, diversão e beleza na sexta-feira, dia 8 de abril. O desfile para a escolha da nova corte do Milho Verde reuniu 10 candidatas que demonstraram desenvoltura e graça na passarela. Com muita emoção Fabiane Carolina da Cunha, de 17 anos, recebeu a faixa de rainha. A 1ª Princesa escolhida foi Bianca Horstmann, de 15 anos. O título de 2ª Princesa ficou com Thaynã Roberta Araújo, de 17 anos. Fabiola dos Santos Ribeiro, de 18 anos, conquistou o título de Garota Simpatia. Diversas autoridades visitaram o parque.

O Deputado Federal Edson Bez de Oliveira cumprimentou a organização do vento. “O mais encantador desta festa é que a organização consegue integrar a comunidade com os agricultores, pois, fazer algo que reúna pessoas sem cultura significa um amontoado de gente e isso qualquer um faz, porém, aqui o que se vê é uma reunião cultural, com gastronomia, artesanato e envolvimento real da comunidade com o evento. Quem promove esta integração merece o nosso respeito e a nossa contribuição”, finalizou. O Secretário de Desenvolvimento Regional da Grande Florianópolis, Renato Hinnig, que no ato representou o Governador do Estado, Raimundo Colombo, valorizou a realização do evento para a região. “Sem dúvida é um momento importante, pois além do congraçamento entre famílias é a oportunidade de os agricultores mostrarem o quanto o milho é importante para o Estado. Os agricultores conseguiram dar a volta por cima e, apesar de tantas perdas com as chuvas, a festa é formidável e consegue encantar a todos os visitantes”.

Sábado no ritmo do pagode

O sábado também atraiu um grande público que, além de conhecer e aproveitar as atrações gastronômicas da festa, curtiu sertanejo universitário com Guto e Caique, Junior e Alessandra e muito pagode com Jeito Moleque.

spot_img
spot_img