12.4 C
fpolis
quinta-feira, setembro 23, 2021
cinesytem

Tratamento de vasinhos com laser transdérmico

spot_img

Tratamento de vasinhos com laser transdérmico

spot_img

São Paulo – SP 23/7/2021 – O procedimento não impede que o paciente mantenha suas atividades diárias, como a prática de exercícios físicos.

Atualmente, existem tratamentos capazes de melhorar significativamente e até remover os vasos de aranha, como é o caso do método de laser transdérmico.

Com o passar do tempo, muitas mulheres começam a se sentir desconfortáveis com a presença de pequenos vasinhos, principalmente na região da perna. Conhecidos popularmente como “veias de aranha”, esses tipos de vasos costumam ser inofensivos, causando apenas pequenos desconfortos com queimação e dor leve.

Atualmente, existem tratamentos capazes de melhorar significativamente e até remover esses vasos, como é o caso do método de laser transdérmico.

O que são os vasinhos de aranha?

Conhecida profissionalmente como telangiectasia, as aranhas vasculares nada mais são do que pequenos vasos capilares, finos e muito ramificados que podem ser de coloração avermelhada ou arroxeada e surgem na superfície cutânea, principalmente na região das pernas.

A maior parte dessas teias de vasos não provoca grandes danos à saúde do paciente, tratando-se apenas de um desconforto estético. No entanto, existem casos onde o paciente pode se queixar de dor ou queimação na área onde os vasos estão localizados. No caso das mulheres, esses efeitos podem ser observados principalmente durante o período menstrual.

Vasinhos X varizes

Ao contrário do que muitos imaginam, esse tipo de manifestação clínica não é considerado com um quadro comum de varizes. Suas principais diferenças estão no tamanho e na profundidade. Vasinhos de 1 a 3 milímetros não podem se tornar varizes, uma vez que já atingiram seu ponto máximo. No entanto, é possível que uma pessoa tenha vasinhos e varizes ao mesmo tempo.

Principais causas de vasinhos

Os pequenos vasos ramificados que podem ser observados a olho nu devem ser avaliados por um profissional capacitado. Essa condição afeta especialmente pacientes do sexo feminino, com a pele clara. Alguns dos fatores que favorecem o aparecimento dos vasinhos são:

Ficar em pé por muito tempo na mesma posição;
Ter casos de vasinhos na família;
Tomar pílula anticoncepcional ou fazer uso de hormônios e anéis vaginais;
Estar acima do peso;
Consumir álcool excessivamente;
Gravidez;
Idade avançada.

Além destes, alguns fatores genéticos também podem influenciar no aparecimento de pequenos vasos.

Tratamento com laser transdérmico

Esse método de tratamento utiliza o laser transdérmico, uma espécie de luz extremamente específica que se aplica sobre a pele para aquecer o sangue. Com isso, as veias se contraem e, consequentemente, promovem a oclusão do vaso. Optar por esse tipo de tratamento possui algumas vantagens, como:

Procedimento pouco invasivo;
Indução de menor reação inflamatória cutânea;
Menor risco de aparecimento de manchas hipercrômicas;
O procedimento não impede que o paciente mantenha suas atividades diárias, como a prática de exercícios físicos.

O número de sessões necessárias para que os vasos finalmente se tornem menos visíveis ou sumam pode variar de pessoa para pessoa. Lembrando que, por se tratar de um procedimento médico, apenas um profissional qualificado poderá determinar se é ou não necessária a aplicação de mais sessões a laser transdérmico.

Dra. Maria Luisa Giannella
Cirurgia Vascular e Angiologia
Rua da Consolação, 222 – andar cj 301-302 – Consolação, São Paulo – SP, 01302-000
Telefone: 11 3167-1347
WhatsApp: 11 94029-7944

Website: https://dramarialuisa.com.br/

spot_img
spot_img

Leia mais