15.1 C
fpolis
sexta-feira, setembro 17, 2021
cinesytem

Acadêmicos da Unisul trocam o mar pela piscina

spot_img

Acadêmicos da Unisul trocam o mar pela piscina

Alunos do curso de Educação Física e Esporte fazem aula de Stand Up Paddle para aprender esportes aquáticos

A semana começou com novidade para acadêmicos da segunda fase de Educação Física e Esporte, do campus da Grande Florianópolis – Pedra Branca. Na manhã desta segunda-feira, 29, os alunos tiveram aula prática de Stand Up Paddle no complexo aquático. O esporte faz parte da disciplina Esportes com Pranchas, que envolve cerca de seis modalidades diferentes, como surf, skate, kitesurf, sandboard, entre outras.
No Stand Up Paddle os alunos ficam em pé na prancha e se locomovem pela água utilizando um remo. A disciplina Esportes com Pranchas foi criada em 2005, derivada da disciplina Modalidades Complementares. “Devido à necessidade de mercado a gente criou e oportunizou a disciplina da forma como temos hoje. Além dessa, também criamos a disciplina Modalidades de Aventura” explica o professor Rafael Andreis, que concluiu recentemente o mestrado em Gestão do Esporte, nos Estados Unidos.

A prática da modalidade é feita junto com a escola Floripa Surf Club, que é parceira da universidade desde 2003. “Fazemos a prática com o Floripa Surf Club, escola do professor Roger. Ele tem a cédula de identidade profissional do CREF, que é outra qualidade, a de estar agregando valores e trazendo profissionais para dentro da universidade, não só para trabalhar a parte teórica, da fundamentação, mas também ter contato com o mercado através de profissionais que estão atuando. Nada melhor da gente falar sobre o segmento com pessoas especializadas e que vivenciam isso todo dia” destaca o professor Rafael.

Para Roger Souto Mayor, proprietário do Floripa Surf Club, é importante incentivar a prática do esporte com a segurança e a técnica adequada. “A gente consegue estimular as pessoas a praticar o esporte com segurança, com a biomecânica aplicada, trabalhando exercícios de aquecimento e alongamento apropriado. Assim, fazemos com que as pessoas tenham essa possibilidade de entrar em contato com o esporte de maneira ética e profissional”, alega Roger. A escola atua há 20 anos no mercado, e toda a equipe é formada por profissionais de Educação Física, além de Psicólogo e Nutricionista.

O mau tempo da segunda-feira não foi suficiente para desestimular os 40 alunos que participaram da aula. “É legal ter conhecimento sobre essa área de trabalho. Esse esporte é novidade, por isso a aula está sendo bem divertida, todo mundo está gostando. Nem a chuva nem o frio nos desanimou, porque a força de vontade da galera é grande, está todo mundo querendo participar da aula” acredita Amanda Guimarães, acadêmica e atleta de natação da Unisul.

Mesmo quem não tem experiência em esportes com prancha mostrou bastante facilidade para aprender o Stand Up Paddle. “Foi a primeira vez que fiquei em pé em uma prancha. Fiquei um pouco com medo, um pouco insegura, mas foi tranquilo, consegui administrar bem o remo e a prancha, foi uma experiência muito boa”, conta a acadêmica Cristina Hoffman.

Praticante de Kaiak, o aluno Gustavo Aguiar também gostou da sensação desse novo esporte. “Eu gostei porque a gente se sente mais solto em cima da prancha, da a sensação que estamos na praia surfando. No kaiak, a gente rema e tudo, mas a gente fica sentado, não tem essa emoção. Me senti como se tivesse andando em cima da água”, diz.

Para a acadêmica Maria Beatriz Voigt Fornerolli, esse esporte é um diferencial no mercado de trabalho. “Acho essa modalidade bem interessante, pois é um esporte novo que está surgindo, é um novo mercado para gente, porque às vezes o profissional de Educação Física acaba caindo na mesmice. Não temos que filtrar só o que queremos e sim abraçar essas novas oportunidades, e quem não está fazendo isso está perdendo”, aponta Beatriz.

spot_img
spot_img

Leia mais