25.9 C
fpolis
domingo, dezembro 5, 2021
cinesytem

CDI-SC comemora 10 anos na promoção da inclusão digital em Santa Catarina

spot_imgspot_img

CDI-SC comemora 10 anos na promoção da inclusão digital em Santa Catarina

spot_img

No dia 26 de setembro, o Comitê para Democratização da Informática em Santa Catarina – CDI-SC faz aniversário. A Ong que atua na inclusão digital de populações menos favorecidas na região da Grande Florianópolis, completa 10 anos de trabalho em prol do uso da tecnologia como ferramenta para combater as desigualdades sociais.

A instituição começou a funcionar em 2001, com apoio da Associação dos Usuários de Informática e Telecomunicações de Santa Catarina – SUCESU-SC, que cedeu uma sala em sua sede em Florianópolis. A matriz CDI foi fundada em 1995 no Rio de Janeiro. Em 10 anos de atuação, a ONG catarinense já capacitou aproximadamente oito mil jovens, crianças e adultos em Informática e Cidadania.“O CDI tem orgulho dessa trajetória de atuação, de oferecer oportunidades a milhares de pessoas, através das tecnologias da informação e a partir dos conhecimentos adquiridos, que exercem a cidadania com melhores condições de enfrentar o mercado de trabalho. Assim, participam ativamente da sociedade do conhecimento e no convívio de uma geração informatizada”, afirma Heitor Blum S. Thiago.

O CDI promove projetos de incentivo à população de baixa renda, como o CDI Comunidade. São vinte e sete espaços de ensino espalhados na Grande Florianólis, onde acontecem aulas de informática básica e cidadania. Atualmente a instituição tem na sua rede de atendimento nove espaços de internet comunitária denominados Telecentros, em parceria com a Prefeitura Municipal de Florianópolis, que servem de apoio às pessoas que procuram um lugar para usar os computadores, impressoras e internet, com auxílio de monitores.

Em 2010, foi criado o Centro de Reciclagem Tecnológica (CERTEC), em Florianópolis, com o objetivo de reciclar e fazer o descarte correto dos resíduos tecnológicos de informática e oferecer cursos de desmanche e reciclagem de computadores, além de capacitações de manutenção e montagem de equipamentos de informática para jovens de baixa renda e portadores de necessidades especiais. O CDI conta com apoio de diversas entidades, que recolhem equipamentos de informática como computadores, laptops, teclados etc. Todos os materiais são encaminhados para o CERTEC, que através do programa de reciclagem do lixo tecnológico – ReciclaTec, faz o reaproveitamento dos equipamentos e os encaminha para os Espaços de Informática e Cidadania nas comunidades parceiras do CDI.

Como tudo começou

O CDI surgiu a partir da iniciativa do empreendedor Rodrigo Baggio, em 1995, quando este idealizou a campanha “Informática para Todos”, pioneira na América Latina, que arrecadou computadores para a população do Morro Dona Marta, em Botafogo, no Rio de Janeiro. Com o objetivo de ir além, o jovem professor se dedicou a ensinar a juventude daquela comunidade a manter esses equipamentos e, sobretudo, a extrair o melhor da tecnologia. Assim, a necessidade de implantar na comunidade a cultura da informática, Rodrigo criou a organização não-governamental CDI, a primeira a realizar ações de inclusão digital sustentável em benefício de populações menos favorecidas. Atualmente, a ONG está presente em 13 países: Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Inglaterra, Jordânia, Madri, México, Peru, Uruguai, Venezuela e Estados Unidos.

spot_img
spot_img