23 C
fpolis
domingo, novembro 28, 2021
cinesytem

Farinhada abre Festa do Divino em Santo Antonio de Lisboa

spot_img

Farinhada abre Festa do Divino em Santo Antonio de Lisboa

spot_img

A comunidade de Santo Antônio de Lisboa, em Florianópolis, revive neste final de semana uma tradição realizada desde 1754, com fortes influências da cultura açoriana. Marcando o início da Festa do Divino Espírito Santo e Nossa Senhora das Necessidades na região, acontece neste sábado (3/09), às 20h, a Divina Farinhada no Casarão e Engenho dos Andrade, no Caminho dos Açores. O evento integra o calendário do Ciclo do Divino Espírito Santo, realizado em 14 comunidades do município, com apoio da Prefeitura da Capital e Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes (FCFFC).

Além da confecção artesanal de farinha de mandioca com tração animal e alguns derivados como o biju, a programação de sábado inclui apresentação de um grupo de dança folclórica açoriana e, às 21h30, show com a banda Ponto Zero. Mais cedo, às 18h30, acontece a cerimônia de hasteamento de bandeiras na Igreja Nossa Senhora das Necessidades e Santo Antônio, abrindo oficialmente as festividades de 2011 que são coordenadas pelo casal festeiro Manoel José Pereira Filho e Maria Ana Martins Pereira. A agenda festiva na comunidade vai até 11 de setembro.

O distrito de Santo Antônio de Lisboa teve origem em 1698, a partir da concessão das primeiras sesmarias. Com a chegada dos imigrantes açorianos em 1748, a localidade cresceu e foi elevada à categoria de freguesia, vinculada ao governo português. Posteriormente, em 1750, foi denominada Freguesia de Nossa Senhora das Necessidades. A igreja de mesmo nome foi construída em 1754, a partir da doação de terras feitas por Dona Clara Manso, devota de Santo Antônio. Assim, o santo passou a ser considerado padroeiro da comunidade que, a partir de 1948, foi reconhecida oficialmente com o nome que tem hoje.

Ciclo de festas

O Ciclo do Divino Espírito Santo em Florianópolis ocorre de maio a setembro, abrangendo as festividades de 14 localidades que preservam a tradição cultural trazida pelos imigrantes açorianos no século 18. Abrange também uma programação especial organizada pela Fundação Franklin Cascaes, que além de elaborar material único de divulgação com o calendário de todas as festas, repassou uma ajuda de custo de R$ 10 mil a essas comunidades para apoiar a realização das atividades culturais.

A iniciativa tem como objetivo fortalecer essa manifestação cultural secular, que traz em sua essência a esperança em um futuro de paz, igualdade e solidariedade entre as pessoas. Quatro comunidades realizam a Festa do Divino no mês de setembro: Barra da Lagoa (2 a 4), Santo Antônio de Lisboa (3 a 11), Rio Vermelho (9 a 11) e Canasvieiras (23 a 25), que encerra o ciclo de festividades.

Herança cultural

Comemorada durante as celebrações de Pentecostes (50 dias após a Páscoa), a Festa do Divino Espírito Santo revela uma prática coletiva de forte simbologia, que mescla celebrações religiosas, profanas e folclóricas, da qual fazem parte bandeira, coroa e cetro, folias e cantorias, foguetório e folguedos populares, além de novenas, missa solene, promessas, peditórios e cortejos imperiais.

A origem da Festa do Divino em terras portuguesas é atribuída à extrema devoção da Rainha Isabel de Aragão que prometeu ao Espírito Santo um dia de culto e a própria coroa para acabar com as desavenças familiares entre seu marido, Dom Dinis, Rei de Portugal, e o filho, príncipe Afonso. Com a paz voltando ao reino, em gratidão à dádiva alcançada, a soberana levou a prometida coroa real à Igreja de Alenquer, onde foi realizada celebração jamais vista no país simbolizando a instituição do Império do Divino.

A prática foi difundida para vários países, ganhando força na região dos Açores, onde até hoje é realizada. No Brasil, e em especial em Santa Catarina, essa manifestação popular que traduz a devoção ao Espírito Santo ocorre em cerca de 50 cidades do litoral catarinense, sendo Florianópolis o município que possui o maior número de festas em seu território.

Serviço:

O Quê: Abertura da Festa do Divino de Santo Antônio de Lisboa

Quando: sábado (03/09)
18h30 – Abertura da Festa com hasteamento da bandeira
Local: Igreja Nossa Senhora das Necessidades.

20h – Divina Farinhada. Casarão e Engenho dos Andrade
Local: Praia Comprida/Caminho dos Açores.

Quanto: gratuito

Calendário do Ciclo do Divino

Festa do Divino de Santo Antonio de Lisboa (3 a 11 de setembro)
Festa do Divino da Barra da Lagoa (2 a 4 de setembro)
Festa do Divino do Rio Vermelho (9 a 11 de setembro)
Festa do Divino de Canasvieiras (23 a 25 de setembro)

spot_img
spot_img