15.6 C
fpolis
quarta-feira, setembro 22, 2021
cinesytem

Santa Catarina cada vez mais inserida no mercado turístico alemão

spot_img

Santa Catarina cada vez mais inserida no mercado turístico alemão

spot_img

O Estado de Santa Catarina, enquanto destino turístico, está cada dia mais presente nos catálogos de turismo das operadoras alemãs. O secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Cesar Souza Junior, e o presidente da Santur, Valdir Walendowsky, confirmaram isso durante a maior feira de negócios turísticos do mundo (ITB Berlim), que aconteceu na Alemanha entre
09 e 13 de março e recebeu aproximadamente 170 mil visitantes.

A operadora Diamir apresenta um roteiro que passa por Foz do Iguaçu, Curitiba, Paranaguá, Florianópolis e Praia do Rosa; a Aventoura oferece a rota Florianópolis, Pomerode, Urubici e Praia do Rosa; a Latour traz Florianópolis e Ganchos de Fora (Governador Celso Ramos); o catálogo Brasilien da Ruppert Brasil apresenta Florianópolis, Blumenau, Ganchos de Fora, Ilha do Papagaio, Praia do Rosa e Serra Geral.

Em destaque, o catálogo sobre Chile e Argentina, da Ruppert Brasil, no qual aparecem Praia do Rosa, Ganchos de Fora e Urubici; e um dos catálogos da Windrose – especializada em turismo de luxo – que apresenta para a América do Sul um resort de Ganchos de Fora e outro em Colima, no México.
Santa Catarina também apareceu nos jornais Neue Zürcher Zeitung e Reise Journal, entre novembro de 2010 e fevereiro de 2011.

“Os alemães viajam muito, sendo que 80% deles compra pacotes por meio de agências de turismo, enquanto que apenas 20% pela internet. Por isso, é através de pacotes apresentados pelas operadoras que se vende o turismo na Alemanha”, ressaltou Walendowsky sobre a importância de Santa Catarina estar inserida nesses catálogos.

O presidente da Santur afirma que esse trabalho de inserção no mercado alemão iniciou em 2003, e tem como objetivo a vinda de turistas que possam aumentar o gasto médio diário no Estado e que permaneçam mais tempo no destino. “Houve um avanço significativo dos produtos catarinenses no mercado alemão. Isso para nós é uma conquista, e mostra a importância de conhecermos o mercado e o trabalharmos. Como queremos turistas que permaneçam mais tempo e com maior gasto médio, temos que buscar o público europeu, principalmente os alemães, que são os que mais gastam em viagens.Hoje somos concorrentes de todo o mundo, a internet nos colocou nesse patamar”, explicou Walendowsky.

spot_img
spot_img

Leia mais