25.2 C
fpolis
sábado, janeiro 22, 2022
cinesytem

As raízes da ilha em exposição na Livrarias Catarinense

As raízes da ilha em exposição na Livrarias Catarinense

spot_img

‘Imagens e Memórias de uma Ilha’ resgata imagens e lembranças da Capital de Santa Catarina

Durante o mês de março, estará aberta ao público na Megastore da Livrarias Catarinense, a exposição Imagens e Memórias de uma Ilha, do artista plástico Onildo Miguel Borba. As telas retratam uma Florianópolis nostálgica, repleta de casarios e paisagens encantadoras que hoje lutam para se destacar diante dos grandes empreendimentos frutos do progresso da cidade.

As 35 telas que compõem a mostra são composições de imagens, igrejas e casarios dos séculos XVIII e XIX, que destacam a primorosa arquitetura das construções épicas e a importância histórica destes verdadeiros símbolos da cultura florianopolitana.

Um intenso trabalho de pesquisa foi realizado pelo artista, que buscou empregar o maior número de detalhes em cada uma das telas. Este estudo aprofundado foi necessário não somente para se obter um embasamento histórico durante a criação das obras, mas principalmente devido ao fato de que muitos dos prédios e paisagens retratados atualmente se encontram descaracterizados ou abandonados, seja pela ação do homem ou do desgaste causado pelo tempo.

“Embora não faça parte de qualquer ação ou movimento oficial que defenda a preservação do patrimônio histórico local, cativa-me a idéia de transferir para as telas o encanto dos belos monumentos catarinenses. Fico satisfeito ao saber que as minhas obras desencadeiam nos espectadores sentimentos de fascínio e nostalgia”, afirma Onildo Miguel Borba.

O resultado das minuciosas pesquisas foram telas feitas com tinta acrílica, extremamente fiéis a realidade, com uso de cores acentuadas, traços suaves e carregadas de tradições que enriquecem a cultura ilhéu.

Sobre o artista

Onildo Miguel Borba é natural de Navegantes/SC, e iniciou sua carreira como autodidata, incentivado por outros artistas plásticos. Adepto da escola impressionista, aperfeiçoou suas técnicas em diversos cursos, com destaque para as aulas de Desenho Arquitetônico e Publicitário, realizadas em São Paulo na década de 60, e de Gravura em Metal na ACAP – Associação Catarinense de Artistas Plásticos, em Florianópolis. No seu extenso currículo encontram-se 39 exposições (coletivas e individuais) e cinco premiações, sendo quatro delas nacionais.

Sobre a exposição

A exposição Imagens e Memórias de uma Ilha permanece aberta ao público, com entrada gratuita, até de 01 a 31 de março, de segunda a sexta-feira das 9h às 20h e aos sábados das 9h ás 16h, na Megastore da Livrarias Catarinense, Rua Felipe Schmidt, nº 60, no Centro de Florianópolis. Mais informações pelo telefone (48) 3271.6000.

spot_img
spot_img