17.2 C
fpolis
sexta-feira, setembro 24, 2021
cinesytem

Assassino do surfista Ricardinho é condenado a 22 anos de prisão

spot_img

Assassino do surfista Ricardinho é condenado a 22 anos de prisão

spot_img

Na noite desta sexta-feira, 16, após mais de 24 horas de sessão, distribuídas em dois dias, o ex-soldado da PM Luis Paulo Motta Brentano foi condenado a 22 anos de reclusão pelo assassinato do surfista Ricardo dos Santos, o "Ricardinho" e oito meses de detenção por embriaguês ao volante e 4 meses sem Carteira Nacional de Habilitação. A sentença foi lida pela juíza Carolina Ranzolin Nerbass Fretta.

O cumprimento da pena já terá início visto que ela manteve o encarceramento do réu em caso de eventual recurso contra a decisão. No prazo de cinco dias, o ex-policial militar será levado da prisão do Batalhão da PM, em Joinville, onde estava há dois anos, para penitenciaria comum.

Ricardinho foi morto no dia 19 de janeiro de 2015 na Guarda do Embaú, após uma discussão com o acusado. Segundo consta nos autos, o militar teria sacado uma pistola e efetuado disparos contra a vítima, que não resistiu aos ferimentos e morreu após intervenção cirúrgica em um hospital do município de São José.

O julgamento foi presidido pela juíza Carolina Ranzolin Nerbass Fretta, titular da 1ª Vara Criminal, e o promotor Alexandre Carrinho Muniz atuou na acusação. Os advogados Adriano Salles Vanni atuou como assistente de acusação, enquanto a defesa do réu ficou com os advogados Rafael Luiz Siewert e Leandro Gornick Nunes.

As informações são da Assessoria de Imprensa do Governo do Estado. 

spot_img
spot_img

Leia mais