18 C
fpolis
quinta-feira, julho 7, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Camerata de Florianópolis e Polyphonia Khoros no Fim de ano dos Sonhos de Florianópolis

Camerata de Florianópolis e Polyphonia Khoros no Fim de ano dos Sonhos de Florianópolis

spot_imgspot_img

No dia 12 de dezembro, sábado, às 20 horas, na Avenida Beira Mar Norte, acontece o espetáculo da Camerata de Florianópolis: “Nona Sinfonia de Ludwig Van Beethoven”, com a participação do Polylhonia Khoros e solistas convidados.

O espetáculo irá traduzir a mais famosa obra da música erudita universal, sob a regência do maestro Jeferson Della Rocca.

A Nona Sinfonia de Ludwig Van Beethoven foi escrita entre 1912 e 1824, estreada pelo próprio compositor em 1824, na Áustria. O compositor já estava completamente surdo, sendo assim, esta uma das obras mais conhecidas do repertório ocidental, considerada um ícone da música romântica, e uma das grandes obras-primas de Beethoven. Em seu quarto movimento, que trouxe como inovação a intodução de coro e solistas, Beethoven utilizou o tema da Ode à Alegria (An die Freude) de Friedrich Schiller (com algumas alterações), motivo que o encantava desde seus 22 anos de idade. Seu interesse pela Ode à Alegria, no entanto, se iniciou com suas inúmeras tentativas de musicar o poema, ocorridas desde 1793. Esta oba, dividida em quatro movimentos, tem duração de 70 minutos e certamente é a principal criação da maturidade do compositor. O quatro movimento, assim como uma versão modificada do poema de Schiller, foi escolhido como Hino da União Européia, pela síntese que faz de ideiasi clássicos ligados ao humanismo, à fraternidade, à liberdade e igualdade.

Camerata de Florianópolis

Fundada em 1994 pelo maestro Jeferson Della Rocca e é considerada uma das principais orquestras do Sul do Brasil. Já realizou mais de 400 apresentações públicas em teatros e comunidades de Florianópolis, concertos didáticos e turnês pelo interior de Santa Catarina. Em 2005, fez turnê por cidades da Alemanha, França e Espanha. E em 2008, com o apoio de instituições italianas, apresentou-se em Roma, Sulmona, Spoleto, Castel de Sangro e Verona. No ano de 2006 realizou diversos concertos em São Paulo, Paraná, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Em seu concerto na Sala Cecília Meireles foi reconhecida pela crítica especializada como uma das melhores orquestras de câmara a se apresentar naquele espaço. Gravou oito CD´s, sendo os três últimos: Edino Krieger, O Amante do Girassol de Daniel Lobo e Músicas de Natal de Aldo e Edino Krieger. A orquestra manteve também um intenso trabalho voltado ao resgate e estréia de composições inéditas de autores catarinenses, valorização de solistas locais e da MPB, bem como uma efetiva democratização do acesso a música erudita, através da promoção constante de concertos gratuitos ou a preços populares.

Polyphonia Khoros

Foi fundado em 2000, e já realizou dez turnês em mais de 30 cidades catarinenses, outros estados da região Sul e Sudeste, no Uruguai e na Argentina. Sua fundadora e regente, Mércia Mafra Ferreira, iniciou sua carreira com grandes nomes como Karabtchevsky e Lakschevitz, no Rio de Janeiro, onde se tornou Bacharel em Piano e estou Canto e Regência no Conservatório Brasileiro de Música. Desde 2004, a maestrina é diretora artística do Festival de Canto Aldo Baldin e das óperas encenadas pela Pró-Música de Florianópolis.

spot_img

Leia mais