16.1 C
fpolis
quarta-feira, julho 6, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Choro e Jazz são tema de concerto e conversa para alunos do Instituto Federal de SC

Choro e Jazz são tema de concerto e conversa para alunos do Instituto Federal de SC

spot_imgspot_img


Ação formativa gratuita será realizada no dia 27 de maio em Florianópolis


A Aliança Francesa de Florianópolis promove no próximo dia 27 de maio uma ação inédita para alunos e professores do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). Três músicos consagrados na cena instrumental do Estado — Tiê Pereira, Felipe Coelho e Rodrigo Porciuncula — apresentam um concerto de choro e jazz e realizam uma conversa sobre música instrumental e as diferenças e similaridades entre esses dois gêneros para estudantes a partir de 6 anos do campus Florianópolis. O evento é gratuito.

Esta é a primeira vez que o projeto Sexta Jazz AF, realizado desde 2014 pela Aliança Francesa e considerado o mais importante evento do gênero na Capital, expande para além dos shows mensais.

— Além de promover uma programação artística, a Aliança Francesa de Florianópolis também tem como missão o importante papel de mediação cultural. Na escola é onde estão os cidadãos de amanhã. Essa ação é uma forma de contribuir com o trabalho dos professores no IFSC a partir de uma atividade formativa sobre música.  Afinal, é por meio da arte que abrimos os olhos e a cabeça para entender sobre cultura, sobre criação e sobre o mundo —  afirma Marilyn Pellicant, diretora da Aliança Francesa da Capital.

Choro, Jazz e Audiodescrição

A ideia dessa ação formativa é, além de apresentar um concerto especial para alunos e corpo docente do IFSC, propor uma conversa teórica sobre música instrumental, especialmente sobre o choro e o jazz. Embora sejam diferentes, esses dois gêneros dialogam por serem estilos que exigem um nível de virtuosismo para execução.


— O choro é a música instrumental brasileira genuína. Ele tem uma equivalência com o jazz calcada nos improviso dos instrumentistas — explica o músico Tiê Pereira, um dos curadores do Sexta Jazz AF.

Apesar dessa conexão, são gêneros distintos. Enquanto o jazz permite que cada tema seja executado de diversas formas, ou seja, cada música pode ser rearmonizada e ritmicamente “mexida”, o choro tem um respeito maior à tradição e às harmonias originais, por exemplo.

— Mesmo sendo música instrumental e aberta ao improviso, o choro não permite subverter tanto quanto o jazz. Não tem tanta gente fazendo isso. Os “chorões” têm uma tendência a respeitar a tradição e tocar as coisas como elas são — diz Tiê.

O bate-papo será acessível para pessoas com deficiência visual e terá audiodescrição. 


O Sexta Jazz AF 2022 é viabilizado por meio da Lei de Incentivo à Cultura com patrocínios da ENGIE e Da Magrinha. Apoio cultural do Instituto Federal de Santa Catarina – Campus Florianópolis. Produção da Marte Cultural. Realização da Aliança Francesa de Florianópolis, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal.

Agende-se

Choro e Jazz | Uma conversa sobre música instrumental
Quando: sexta, 27/5/2022, às 11h30
Onde: Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) – Campus Florianópolis (Av. Mauro Ramos, 950, Centro, Florianópolis)
Quanto: gratuito
Evento exclusivo para alunos e professores do IFSC
Mais informações:  www.affloripa.com.br

editor.deolhonailhahttp://www.deolhonailha.com.br
O DeOlhoNaIlha é um portal de propriedade da NacionalVOX - Agência Digital, de Florianópolis. Seu lema é "Fique por dentro de Floripa" e seu objetivo é deixar os moradores e visitantes da Ilha da Magia muito bem informados sobre tudo o que acontece na cidade e região.
spot_img