17.9 C
fpolis
quarta-feira, dezembro 8, 2021
cinesytem

CPI que investiga possíveis irregularidades na compra do terreno do MPSC entrevista primeira testemunha

spot_imgspot_img

CPI que investiga possíveis irregularidades na compra do terreno do MPSC entrevista primeira testemunha

spot_img

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) criada pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina para investigar possíveis irregularidades na compra de um terreno para a construção da sede do Ministério Público Estadual (MPSC), em Florianópolis, ouviu nesta terça-feira, 10, a primeira testemunha convocada pela comissão: O corretor de imóveis Orlando José Becker. As informações são da Agência Alesc.

Becker intermediou a venda de um prédio em construção para o MPSC na Rua Pedro Ivo, no Centro de Florianópolis, em 2011, no valor de R$ 53 milhões. Durante a inauguração da obra, ficou sabendo do interesse do Ministério Público em adquirir outro imóvel, com área construída de 20 mil metros quadrados, próximo ao edifício da Rua Pedro Ivo ou perto da atual sede do órgão, situada na Rua Gama d’Eça, também no Centro da capital.

O corretor informou aos deputados que em junho de 2012 apresentou a primeira proposta para esse novo pedido do MPSC, com a construção de um prédio de 36 mil metros quadrados na esquina das ruas Pedro Ivo com Felipe Schmidt, pelo valor de R$ 179 milhões. Outras cinco propostas, em locais diferentes, foram apresentadas, mas nenhuma foi aceita.
 
A próxima reunião da CPI do MPSC está marcada para o dia 24, a partir das 17 horas. Serão convocadas mais duas testemunhas: Pedro Paulo Barros e Orlando da Silva Júnior, ambos avaliadores de imóveis.

spot_img
spot_img