14.7 C
fpolis
segunda-feira, outubro 18, 2021
cinesytem

Crianças de creche da Capital tornam-se personagens de livros

spot_img

Crianças de creche da Capital tornam-se personagens de livros

spot_img

Projeto realizado em Canasvieiras busca incentivar leitura e reviver memórias dos pequenos.

Há muito tempo, num lugar distante, vivia um rei, uma rainha e a filha, a princesa Branca de Neve. Sua pele era branca como a neve, os lábios vermelhos como o sangue e os cabelos pretos como o ébano. Um dia, a rainha ficou muito doente e morreu. O rei, sentindo-se muito sozinho, casou-se novamente…

Essa história todos conhecem, no entanto na Creche Municipal Doralice Teodora Bastos, em Canasvieiras, a professora Maria das Neves Linhares Prujansky, com o apoio das professoras Neusa Rodrigues e Soeli Oliveira, encontrou uma forma diferente de contá-la. As crianças entre 3 e 4 anos, encenaram a fábula durante as brincadeiras acontecidas em sala. Após isso foi feito um livro com a narrativa, mas ao invés de desenhos de príncipe, princesa e anões, a ilustração é feita com fotos das crianças vestidas como os personagens do conto.

Para a educadora Maria das Neves essa é uma maneira de organizar as memórias e vivências do grupo e contar suas aventuras diárias de um jeito divertido e prazeroso. Tornando cada vez mais significativas todas as experiências, descobertas, pesquisas e curiosidades vividas por elas. “Às vezes eu falo aos pequenos que vou pegar um livro da Branca de Neve e ler para eles. Mas eles dizem que só querem se for aquele que têm fotos da turma”, relata Maria das Neves.

E não são somente as crianças que sentem-se felizes com a iniciativa, as famílias também apóiam o trabalho. Quando o livro ficou pronto foi levado para casa por cada uma das crianças e os pais deram suas opiniões. Para Karina Ferraris Gonçalves, mãe de Maria Luisa Gonçalves Molina, que interpreta a Branca de Neve, o livro “ficou maravilhoso, ajudando a educar e incentivar os pequenos para a leitura”.

Além da “Branca de Neve e os sete anões”, foi criado um roteiro para “ChapeuzinhoVermelho”, “Bem vindos a África” e “Gralha-azul que canta e encanta”. Esta última obra relata a história real de um pássaro que aparece de vez em quando na creche.

spot_img
spot_img