14.8 C
fpolis
quarta-feira, agosto 17, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Curso de Design da UFSC presta consultoria para empresas ligadas ao MIDI Tecnológico

spot_imgspot_img

Curso de Design da UFSC presta consultoria para empresas ligadas ao MIDI Tecnológico

spot_imgspot_img

Incubadas receberam apoio de identidade visual com auxílio dos alunos do curso de Design da UFSC no primeiro semestre deste ano

Buscando auxiliar a formação dos alunos aliando a prática à teoria aprendida em sala de aula, um grupo de alunos do curso de Design Gráfico da Univerdade Federal de Santa Catarina (UFSC) prestou consultoria ao MIDI Tecnológico e empresas incubadas com o intuito de reforçar a identidade comercial das empresas no mercado. A medida, realizada durante o primeiro semestre deste ano, promoveu a aproximação das empresas aos futuros profissionais.

De acordo com a professora Cristina Nunes, responsável pela iniciativa do curso de Design da UFSC, a parceria tornou-se uma oportunidade tanto para alunos quanto para empresários. “O objetivo inicial da parceria é proporcionar aos alunos da terceira fase do curso de Design Gráfico da UFSC uma experiência de projeto com clientes reais. Neste sentido, o MIDI pareceu uma opção ideal por agrupar empresas que estão adentrando o mercado. Assim, as empresas vivenciam a necessidade de criação ou ajuste de suas marcas para que estas possam, mais que identificar, expressar a essência da empresa, seus valores, diferenciais, em suma, sua visão de mundo”, afirma.

Trabalhos desenvolvidos

Além do MIDI Tecnológico, outras empresas do ramo tecnológico catarinense participaram da parceria, sendo elas Chipus, Vitalecom, TecnoAmb e MCA, todas incubadas ao MIDI. Criação ou redesign das identidades visuais e suas aplicações, criação de novos nomes para empresa ou produtos, além de criação de mascotes e ícones que representem a empresa foram algumas das atividades desenvolvidas na ação.

Durante o primeiro semestre de 2010 várias reuniões entre estudantes e empresas atendidas foram realizadas. “O contato como o cliente (empresário) é fundamental para que o projeto realmente possa atender àquilo que se desejava no princípio”, ressalta a professora.

O diretor da Tecnoamb, Marcio Schneider, avalia a oportunidade como um ponto positivo tanto para a empresa quanto para os alunos. “Do ponto de vista das empresas incubadas é uma ótima oportunidade de adequar a identidade visual da empresa com qualidade e sem custos. Já do ponto de vista dos estudantes é uma oportunidade da experiência prática do fornecimento de serviços e uma amostra de como funciona a atuação dos profissionais de Design no mercado de empresas de tecnologia”, diz.

No caso da Tecnoamb, o principal desafio foi desenvolver uma nova marca. Para Schneider, a iniciativa foi mais um dos elementos fornecidos pela incubadora que vem apoiando o desenvolvimento da empresa. “O Marketing visual é um dos elementos de grande importância na apresentação da empresa ao mercado competitivo, podendo influenciar o processo de vendas e o faturamento.”

O Diretor da Vitalecom, Fernando Emmanoel Borba, conta a contribuição da iniciativa para a empresa: “A Vitalecom está usando parte do projeto entregue. Aprendemos como cliente a especificar melhor o que espero do trabalho final. A participação foi muito interessante! Se tivermos uma nova oportunidade, vamos participar de novo.”

Já para o diretor da Chipus, Alexandre Dal Fabbro, o projeto agregou várias vantagens à empresa. “Tratando-se de uma startup, é notória a ausência de grupos especializados em diversas áreas que não compõem o núcleo, mas que são vitais para o sucesso do negócio. O grupo de design da UFSC veio exatamente preencher uma dessas lacunas, proporcionando um desenvolvimento profissional na criação de logotipos, sua caracterização e manuais para sua devida utilização. Só podemos agradecer à UFSC e ao grupo de design, bem como a abertura que o MIDI Tecnológico proporcionou”, finaliza.

spot_img

Leia mais