22.2 C
fpolis
sábado, dezembro 4, 2021
cinesytem

Feira Catarinense do Livro segue até dia 02 de junho na Capital

spot_imgspot_img

Feira Catarinense do Livro segue até dia 02 de junho na Capital

spot_img

Câmara Catarinense do Livro entrega homenagens em solenidade que reuniu os amigos do livro e da leitura

A semana começou com homenagens no espaço cultural da III Feira Catarinense do Livro, que segue até o dia 2 de junho, no Largo da Alfândega, em Florianópolis. A Câmara Catarinense do Livro, idealizadora do evento, nesta última segunda-feira (24) destacou o trabalho e exemplo de personalidades catarinenses que contribuem para a promoção da leitura e incentivam a produção literária no Estado. “O objetivo da feira ultrapassa a venda de livros. Estamos apostando em ações e projetos sociais de impacto positivo na sociedade, que estimulam o acesso, o hábito da leitura e a produção literária catarinense”, abriu a solenidade o presidente da CCL, Salézio Costa.

O apresentador do jornal do Almoço e jornalista Mario Motta recebeu o Troféu Amigo do Livro, uma surpresa especial que o levou à infância no picadeiro. “Vamos fazer uma boa noite”, iniciou como de costume. “Este prêmio levou-me para as décadas de 50 e 60, época em que eu morava no circo com os meus pais. E cada vez que tínhamos que viajar a mala mais pesada era a dos livros, contendo os principais títulos da literatura brasileira. Meu pai, que não completou os estudos, ficava horas lendo para mim. Numa intensa intenção que eu criasse gosto pela leitura. Receber este prêmio é como falar que sou totalmente amigo do meu pai, grande incentivador da minha vida”, declarou Motta.

Representando o filho, o presidente da Caixa de Assistência dos Advogados de Santa Catarina (CAASC) Diogo Nicolau Pitsica, o pai e também advogado Dr. Nicolau Pitsica recebeu a Medalha ao Mérito Editor “Odilon Lunardelli” das mãos do vice-presidente da OAB, Marcio Luiz Fogaça Vicari. O livreiro Círio Vandresen, levou o título Mérito Livreiro “Dikson Colombo” pela trajetória interessante de vida. Hoje, além de membro da CCL, ele integra a equipe do Ministério da Pesca e Aqüicultura do Governo Federal. O escritor e desembargador Lédio Rosa de Andrade, autor do livro “Abaixo as ditaduras”, recebeu a Medalha Mérito Escritor “Cruz e Souza”. “É uma emoção e honra estar aqui recebendo este prêmio. O contato com o livro não é somente emocionante, mas uma porta aberta ao infinito. O que se pode absorver com as letras é imensurável. Na época em que morei na Europa, chamava-me a atenção às bibliotecas bastante freqüentadas, o acesso e gosto pela leitura das pessoas. E é por meio de ações como esta feira que podemos transformar a sociedade brasileira”, registrou ele.

O reitor da Universidade Federal de Santa Catarina Alvaro Torres Prata, foi agraciado com o Troféu Universidade Homenageada. O Governo do Estado, representado pelo presidente da Fundação Catarinense de Cultura, Antônio Ubiratan de Alencastro, recebeu o Troféu Incentivador. O Patrono da III Feira Catarinense do Livro é o presidente do Tribunal de Justiça, Trindade dos Santos que na mesma noite fez doação de 280 livros para a Campanha Doe um Livro. “Este evento revela-se uma enorme satisfação para todos os cidadãos. Temos que apostar em iniciativas que promovam o saber social. A população catarinense necessita de ações com este potencial, sabemos que o caminho é a leitura. É ela que prepara o futuro”, conclui na solenidade o presidente do TJ.

Agenda – A programação cultural da III Feira Catarinense do Livro segue com várias atrações. Confira no site www.cclivro.org.br.

Destaque também para os preços e descontos especiais em livros de diversos gêneros.

spot_img
spot_img