18.5 C
fpolis
sábado, setembro 25, 2021
cinesytem

Em abril, indústria de SC gerou 4,6 mil novas vagas de emprego

spot_img

Em abril, indústria de SC gerou 4,6 mil novas vagas de emprego

spot_img

Desse total, 2 mil vagas foram geradas pelo setor da construção. A indústria de transformação registrou o quarto melhor resultado do país no período, mostram os dados do Novo Caged, divulgados pelo Observatório FIESC

Florianópolis, 26.5.2021 – A indústria catarinense abriu 4.656 novas vagas de emprego em abril. Desse total, 2.635 foram geradas pela indústria geral e 2.021 pela construção civil. Os dados são do Novo Caged e foram divulgados pelo Observatório FIESC, nesta quarta-feira, dia 26. O resultado do setor de transformação foi o quarto melhor do país. O mercado de trabalho formal de Santa Catarina registrou 11.127 novos postos de trabalho no período. 

"Os dados positivos do emprego refletem a recuperação da nossa economia. Desde janeiro, mês a mês a indústria tem criado postos de trabalho. Evidentemente que há setores em que a velocidade da recuperação é maior, como é o caso da construção civil, mas há atividades em que esse processo é mais lento. A indústria foi responsável por 42% das vagas com carteira assinada geradas por Santa Catarina em abril. E esse resultado mostra a relevância do setor para a economia catarinense", afirma o presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar.

A análise do Observatório FIESC destaca o desempenho positivo da construção civil também no acumulado do ano até abril, com saldo de 9.550 vagas. Desse total, 6.059 estão relacionadas à construção de edifícios. "A atividade se beneficia pela manutenção em nível baixo da taxa de juros, com maior acesso ao crédito para a realização de investimentos e financiamentos imobiliários. Os investimentos em bens de capital na economia nacional, que vêm refletindo na ampliação dessa atividade nos dados de produção industrial, continuam demonstrando um ciclo de expansão no mercado de trabalho para os setores da cadeia produtiva", destaca a análise. 

Além da construção civil, outros segmentos geraram postos de trabalho em abril. Entre eles, destacam-se: madeira e móveis (699 vagas), metalmecânica e metalurgia (694), equipamentos elétricos (543), máquinas e equipamentos (527), indústria cerâmica (424 vagas). Entre os segmentos que fecharam vagas estão alimentos e bebidas (-282 vagas) e têxtil, confecção, couro e calçados (-504 vagas).

spot_img
spot_img

Leia mais