22.5 C
fpolis
terça-feira, abril 16, 2024
Cinesystem

ENGIE Brasil Energia registra aumento de 23,8% no lucro líquido ajustado em 2023

spot_img

ENGIE Brasil Energia registra aumento de 23,8% no lucro líquido ajustado em 2023

spot_imgspot_img

Em comparação ao ano anterior, Ebitda ajustado teve aumento de 4,7% e fechou o ano em R$ 7,270 bilhões

A ENGIE Brasil Energia (EGIE3), que tem sede em Florianópolis, registrou lucro líquido ajustado de R$ 3,421 bilhões no ano de 2023, crescimento de 23,8% quando comparado a 2022, em razão do maior resultado de participação societária na TAG, da maior participação do segmento de transmissão e pela recuperação de custos relativos à repactuação do risco hidrológico, atenuada pela menor contribuição do segmento de geração, devido à venda da UTE Pampa Sul, além da melhora no resultado financeiro líquido entre os períodos.

O Ebitda ajustado foi de R$ 7,270 bilhões, aumento de 4,7%. Considerando os efeitos não recorrentes de impairment líquido, alienação de subsidiária e indenização de seguros, o Ebitda aumentou R$ 495 milhões (7,3%) entre os anos, passando de R$ 6,790 bilhões em 2022 para R$ 7,285 bilhões em 2023.

Os resultados refletem as conquistas de 2023, que marcará a história da ENGIE como o ano no qual foi concluída com sucesso a saída das operações a carvão. “Após investir mais de R$ 22 bilhões na expansão em renováveis e transmissão, nos últimos oito anos, fomos alçados à posição de maior gerador 100% renovável do país e não pretendemos parar. São números impressionantes: de 3,7 GW de capacidade de geração hidrotérmica, em 1998, para 8,3 GW de capacidade de instalada própria, 100% renovável e com ampla diversificação de fontes”, comenta Eduardo Sattamini, Diretor-Presidente da ENGIE Brasil Energia.

Receita e comercialização de energia

A receita operacional líquida atingiu R$ 10,748 bilhões em 2023, 9,7% abaixo do montante apurado em 2022. Essa variação foi reflexo, principalmente, da redução na receita com contratos de venda de energia nos ambientes regulado e livre, resultado da combinação das variações de quantidade de energia vendida e do preço médio líquido de vendas. Ainda, queda nos segmentos de transmissão e trading. Esses efeitos foram parcialmente atenuados pelo acréscimo nas transações realizadas no mercado de curto prazo.

O preço médio dos contratos de venda de energia, líquido dos tributos sobre a receita e das operações de trading, foi de R$ 226,42/MWh em 2023, valor 1,6% superior ao praticado em 2022. “Seguimos com a estratégia de comercialização gradativa da energia disponível, de forma a mitigar o risco de exposição ao preço spot”, indica Sattamini.

No acumulado do ano, os consumidores livres (com exceção de CCEE e outras receitas) representaram 41,4% das vendas físicas, aumento de 0,3 p.p., e 37,2% da receita operacional líquida, 0,2 p.p. menor quando comparado a 2022. A estabilidade da participação dos consumidores livres se deve ao menor volume de compras e consequente menor volume disponível para venda a esse nicho de mercado.

“A abertura do Mercado Livre de Energia para empresas conectadas à rede de média e alta tensão, a partir de janeiro de 2024, reforçará nosso propósito, permitindo contribuir com a descarbonização de um número cada vez maior de clientes. Confiante na expansão desse mercado, cujo consumo cresceu 10% em 2023, a Companhia mantém seu ritmo de investimentos, atenta ao cenário setorial, o qual tem evidenciado a necessidade de ajustes regulatórios em nosso ambiente de negócios”, conclui.

ESG

A ENGIE Brasil Energia permanece integrando o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) – pelo 19º ano consecutivo, atingindo o 5° lugar geral e a melhor colocação entre as empresas do setor elétrico – e o Índice de Carbono Eficiente (ICO2), pelo quarto ano seguido, ambos da B3. A Companhia ainda foi listada, pela primeira vez, no S&P Global Sustainability Yearbook 2024, no setor de Electric Utilities. Dentre as 199 empresas do setor elétrico mundial avaliadas, apenas 24 compõem a publicação (12% do total).

Outro destaque do período é o avanço de “B” para a classificação “A-” no CDP Climate Change 2023, em seu segundo reporte individual realizado. O questionário de mudanças climáticas avalia aspectos como governança, estratégia e gestão de riscos e oportunidades.  

No que tange à governança, a ENGIE recebeu o Selo Pró-Ética 2022- 2023, oferecido pela Controladoria-Geral da União (CGU) em parceria com Instituto Ethos, em reconhecimento às empresas que adotam boas práticas de ética, transparência e integridade na gestão de seus negócios.

editor.deolhonailha
editor.deolhonailhahttp://www.deolhonailha.com.br
O DeOlhoNaIlha é um portal de propriedade da NacionalVOX - Agência Digital, de Florianópolis. Seu lema é "Fique por dentro de Floripa" e seu objetivo é deixar os moradores e visitantes da Ilha da Magia muito bem informados sobre tudo o que acontece na cidade e região.
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Leia mais

spot_img