14.6 C
fpolis
quarta-feira, setembro 22, 2021
cinesytem

Estudo diz que 34% dos pacientes que tiveram Covid-19 apresentam algum distúrbio neurológico ou psiquiátrico

spot_img

Estudo diz que 34% dos pacientes que tiveram Covid-19 apresentam algum distúrbio neurológico ou psiquiátrico

spot_img

 

Mais de 200 mil prontuários médicos foram avaliados na pesquisa publicada na revista científica The Lancet Psychiatry

 

               Um estudo publicado recentemente na revista científica The Lancet Psychiatry, uma das publicações médicas mais respeitadas do mundo, informa que dos 236.379 mil pacientes com diagnóstico de Covid-19 em 2020 avaliados na pesquisa, 34% deles apresentavam algum distúrbio neurológico ou psiquiátrico após seis meses da infecção.           

               A psiquiatra Julia Trindade, que atende na clínica Ancré, em Florianópolis, teve acesso ao estudo, realizado de 1º de agosto a 31 de dezembro de 2020, e destaca alguns pontos interessantes do material publicado. Para a médica, um dado que chamou atenção é de que 13% das pessoas que tiveram os prontuários médicos avaliados, foram diagnosticadas pela primeira vez com algum distúrbio e o principal foi a ansiedade.

               “A pesquisa mostra também que além do quadro de ansiedade, os pacientes foram diagnosticados ainda com transtorno de humor, uma prevalência de 15% dos pesquisados, 9% deles com transtorno por uso de substâncias e 5% foram afetados com insônia”, destaca a médica.

Outro ponto relevante, que a psiquiatra observou, é que houve um aumento de distúrbios neurológicos em pacientes pós-Covid. Casos de AVC (Acidente Vascular Cerebral), Demência e Parkinson, eram mais raros, mas se mostraram significativos, principalmente em pacientes que estiveram internados com quadro mais grave da Covid-19. Para a médica, isso pode demonstrar que o vírus da Covid-19 tenha um tropismo, ou seja, uma possível atração pelo sistema nervoso central.

“Por isso, é muito importante que pacientes que tiveram o novo coronavírus, tenham um acompanhamento, principalmente se perceberem que estão mais ansiosos ou com alguma alteração do quadro””, diz.

A médica completa dizendo que mais do que nunca é preciso cuidar do cérebro e da saúde mental.

A pesquisa completa pode ser acessada no link https://www.thelancet.com/journals/lanpsy/article/PIIS2215-0366(21)00084-5/fulltext.

spot_img
spot_img

Leia mais