28.5 C
fpolis
sábado, dezembro 2, 2023
Alesc

FAM 2009: Budapeste é o longa desta sexta

spot_img

FAM 2009: Budapeste é o longa desta sexta

Budapeste,113’,o tão aguardado longa de Walter Carvalho, baseado no best-seller de Chico Buarque é o programa de encerramento do 13º FAM.

A exibição com presença do diretor, que fará a apresentação do filme acontece nesta sexta, dia 12, no Centro de Cultura e Eventos da UFSC, às 21h. Entrada gratuita. O fime estreou quinta, dia 11, em circuito comercial em Santa Catarina.

Conta a história de José Costa (Leonardo Medeiros), um ghost-writer, escritor especialista em escrever livros para terceiros sob a condição de permanecer anônimo. Na volta de um congresso de seus pares, em Istambul, Costa é obrigado a fazer uma escala imprevista em Budapeste, capital da Hungria, desencadeando uma série de eventos que o levam a viver uma surpreendente história.
Casado com Vanda (Giovanna Antonelli), famosa apresentadora de telejornais, Costa conhece Kriska (Gabriella Hámori) em Budapeste. Com ela aprende húngaro, que segundo dizem, “é a única língua que o diabo respeita”.
Passa a viver dividido entre o Rio de Janeiro e Budapeste, entre a paixão pelo húngaro “traduzida” em paixão pela húngara e a esposa brasileira. Mas Vanda também se apaixona por outro escritor, Kaspar Krabbe, para quem Costa, havia escrito um livro, como ghost-writer. Costa muda-se para Budapeste e assume a identidade de Zsoze Kósta. Domina tão bem o húngaro, que passa a escrever, nesta língua, como ghost-writer, dando continuidade ao jogo de duplos.

Baseado no best-seller de Chico Buarque, Budapeste nos envolve na fascinante jornada de um homem dividido entre dois continentes, duas línguas e dois amores.
Entre as curiosidades: o filme foi rodado no Rio de Janeiro e em Budapeste e Chico faz uma pequena participação: pede autógrafo ao personagem que criou.

Feijoada Completa, música de Chico Buarque, ganhou versão húngara. Para baixá-la – na versão português ou húngara – , basta ir ao site do filme: www.budapesteofilme.com.br

Sobre o diretor:

Walter Carvalho nasceu na Paraíba, em 1947. Ficou conhecido nos meios cinematográficos pela premiadíssima carreira como fotógrafo e diretor de fotografia de quase 70 filmes, entre eles: Central do Brasil, Baixio das Bestas, Carandiru, Abril Despedaçado, Lavoura Arcaica, Pequeno Dicionário Amoroso e Terra Estrangeira. Também é sua a fotografia do filme que encerrou o 12º FAM, em 2008: Chega de Saudade e o que abriu, na sexta passada, este 13º FAM: A Erva do Rato.

Como diretor co-dirigiu, com João Jardim, o belíssimo documentário Janela da Alma (2001) e o longa Cazuza, o tempo não para, com Sandra Werneck (2004). Dirigiu,ainda, o documentário Moacir, arte bruta (2005). Budapeste é o seu primeiro longa de ficção, em que assume a direção como carreira solo. A fotografia ficou a cargo de seu filho, Lula Carvalho, cujo trabalho já foi premiado em Tropa de Elite e também em A festa da menina morta, exibido domingo passado no FAM.

Por Alita Diana /jornalista da Agecom

Mais informações e programação completa:
www.audiovisualmercosul.blogspot.com
www.audiovisualmercosul.com.br

spot_img
spot_img
spot_img

Leia mais