23 C
fpolis
domingo, novembro 28, 2021
cinesytem

Filme “Os Irmãos Mai”, de Thais Fujinaga, é o grande vencedor do FAM 2014

spot_img

Filme “Os Irmãos Mai”, de Thais Fujinaga, é o grande vencedor do FAM 2014

spot_img

O curta-metragem “Os Irmãos Mai”, da paulista Thais Fujinaga, conquistou os prêmios mais importantes do 18° Florianópolis Audiovisual Mercosul (FAM 2014), anunciados durante a cerimônia de encerramento do festival, ocorrida na última sexta-feira, no Centro de Cultura e Eventos da UFSC, com a entrega do Troféu Panvision e dos prêmios concedidos pelos apoiadores.

O filme de 19 minutos narra a história de dois irmãos descendentes de chineses que precisam levar um presente para a avó. Quanto mais eles caminham, mais longe parecem estar do seu objetivo. O filme celebra a diversidade cultural da grande cidade, as disputas habituais e o companheirismo que prevalece entre os irmãos. “Os Irmãos Mai” levou quatro prêmios de acordo com os jurados: melhor filme, direção, roteiro e fotografia.

E o melhor curta pelo júri popular foi "Acalanto", de Arturo Saboia, que também levou os prêmios de melhor ator (Luiz Carlos Vasconcelos) e melhor atriz (Léa Garcia).

Na Mostra Catarinense, o melhor filme pelo júri foi “Noite Clara”, de Felipe Vernizzi, e na preferência do público, o vencedor foi "Eu sou de lá", de Sá, de Sansara Buriti.

O documentário chileno “El Vals de Los Inútiles”, de Edison Cájas, venceu na categoria DOC-FAM, e pelo público o escolhido foi "Tão longe é aqui", de Eliza Capai. E “O Maestro do Tempo”, dos alunos de Projeto Animação (Espírito Santo), levou o troféu do júri na Mostra Infantojuvenil, e na preferênica popular, o vencedor foi John Feldman e a Moto, de Rodrigo Gasparini.

Confira os vencedores:


Mostra Curtas Mercosul

Filme: Os Irmãos Mai, de Thais Fujinaga
Direção: Thais Fujinaga, de Os Irmãos Mai
Ator: Luiz Carlos Vasconcelos, de Acalanto
Atriz: Léa Garcia, de Acalanto
Roteiro: Thais Fujinaga, de Os Irmãos Mai
Fotografia: André Luiz de Luiz, de Os Imãos Mai
Ficção: Faroeste, de Wesley Rodrigues
Direção de Arte: Dicezar Leandro e Monica Palazzo, de O Tempo Que Leva
Trilha Sonora Original: Denio de Paula, de Faroeste
Som: Rodrigo Ferreira e Lincoln Pericles, de Jairboris
Montagem: Lincoln Pericles, de Jairboris
Júri Popular: Acalanto, de Arturo Saboia

Mostra Catarinense

Melhor Filme: Noite Clara, de Felipe Vernizzi
Júri Popular: Eu Sou de Lá, de Sansara Buriti
Menção Honrosa: A Pandorga e o Peixe, de Kátia Klock e Ivan de Sá

Mostra DOC FAM

Melhor Filme: El Vals de Los Inútiles, de Edison Cájas
Júri Popular: Tão Longe é Aqui, de Elisa Capai
Menção Honrosa: Sinais de Cinza – A Peleja de Olney contra o Dragão da Maldade, de Henrique Dantas

Mostra infantojuvenil

Melhor Filme: O Maestro do Tempo, dos Alunos de Projeto Animação – Espírito Santo
Júri Popular: John Feldman e a Moto, de Rodrigo Gasparini
Menção Honrosa: Pierre e a Mochila, de Luli Gerbase

spot_img
spot_img