13.6 C
fpolis
quarta-feira, maio 29, 2024
Cinesystem

Flamenco: Guitarrismo no TAC

spot_img

Flamenco: Guitarrismo no TAC

spot_imgspot_img

Espanhol Dani de Morón é atração do Guitarríssimo, parceria entre Instituto Cervantes e FCC

O flamenco é talvez a maior contribuição que a Espanha já fez à música e à dança. Nele, o violão tem um papel fundamental, junto com o canto e o baile. Na segunda-feira, dia 27 de abril, às 20 horas, o ciclo “Guitarríssimo”, fruto de parceria entre o Instituto Cervantes e a Fundação Catarinense de Cultura (FCC), apresenta uma das mais destacadas estrelas da novíssima geração de violonistas flamencos, Dani de Morón. O espetáculo, com entrada gratuita, será realizado no Teatro Álvaro de Carvalho (TAC), no Centro de Florianóplis.

Mesmo nascendo em Sevilha, em 1981, Dani de Morón sempre viveu em Morón de la Frontera, onde estudou com Alfonso Clavijo, aluno destacado do grande maestro de Morón, Diego del Gastor, e de Manolo Morilla. Mais tarde ampliou sua formação na academia de Matilde Coral com Manuel Corrales ‘El Mimbre’ e Curro Fernández. Em 1998 incorporou-se à Companhia de Antonio Canales. Desde então atuou com artistas como Montse Cortés, Joaquin Grilo, Manuela Carrasco, La Tana, Rafael de Utreta, Potito o Javier Latorre.

Compôs a música dos espetáculos “Inmigración” e “Femenino Plural”, da Companhia Flamenca Ángeles Gabaldón. Em 2007 foi premiado pela crítica como o melhor violonista de acompanhamento no trabalho discográfico “Ropavieja”, do cantor Arcángel, e trabalhou na turnê internacional de Concha Buika. Incorporou-se ao espetáculo “Meridiana”, do Ballet Flamenco de Javier Barón, e atuou como violonista acompanhante do inigualável Paco de Lucía, em sua turnê “Cositas Buenas”.

O concerto de Dani de Morón continua, em Florianópolis, o ciclo “Guitarrísimo”, do Instituto Cervantes, iniciado no mês de março de 2009 e dedicado ao violão em todas as suas formas e estilos. O ciclo começou em 1998, no Instituto Cervantes de Munique (Alemanha), e se espalhou por várias das cidades do mundo onde o Instituto está presente. O ciclo apresenta os principais intérpretes e repertórios para violão e instrumentos afins da Espanha e Hispanoamérica, países que tem, como o Brasil, o violão como um instrumento profundamente enraizado nas suas culturas musicais.
Instituto Cervantes – Fundado em 1991, o Instituto Cervantes é uma instituição oficial espanhola dedicada à difusão internacional do espanhol e da cultura nas línguas hispânicas. Atualmente conta com 72 centros espalhados pelos cinco continentes, em mais de 40 países. Mais de 100.000 alunos participam anualmente nos 8000 cursos de espanhol que se celebram nos centros do Instituto Cervantes, cursos de língua para todos os níveis, cursos de aperfeiçoamento e atualização didática e cursos especiais de língua e cultura, espanhol para fins específicos (espanhol para negócios, secretariado, etc.), assim como cursos preparatórios para a realização das provas dos Diplomas de Espanhol como Língua Estrangeira (DELE). Com centros em São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro e Salvador, o Brasil é o país com a maior presença do Instituto Cervantes.

O QUÊ: Ciclo “Guitarrísimo” com Dani de Morón (guitarra flamenca)
QUANDO: 27 de abril (segunda), 20h
ONDE: Teatro Álvaro de Carvalho (TAC), Rua Marechal Guilherme, 26, Centro, Florianópolis, fone: (48) 3028-8070.
QUANTO: Gratuito (sujeito a lotação da sala – retirar ingressos com 1 hora de antecedência)

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Leia mais

spot_img