20.2 C
fpolis
quarta-feira, julho 6, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Florianópolis recebe a 4ª edição gratuita do Festival de Literatura PIPA

Florianópolis recebe a 4ª edição gratuita do Festival de Literatura PIPA

spot_imgspot_img

Programação será realizada em quatro bairros da Capital entre os dias 21 e 25 de junho

Fomentar a literatura produzida em Santa Catarina é um dos objetivos do Festival de Literatura PIPA – Pela Ilha Palavra Amplificada, que chega a quarta edição em 2022. Idealizado pelos escritores e produtores culturais Demétrio Panarotto e Juliana Ben, que formam o coletivo PIPA, o evento gratuito será promovido entre os dias 21 e 25 de junho, em Florianópolis.

               O PIPA, realizado anualmente, busca escoar a rica produção de autores, autoras, editores e editoras catarinenses. E segundo os idealizadores, o Festival quer somar aos demais eventos já existentes e movimentar ainda mais a cena artística e cultural de Florianópolis e de Santa Catarina.

               “Sentíamos falta de um evento voltado para a Literatura que contemplasse o diálogo dos escritores e das escritoras do Estado com quem escreve nas tantas outras localidades do país. Mas, tínhamos muito claro que o evento deveria desmistificar a ideia em torno da Literatura como algo fechado no espaço acadêmico”, destacam os idealizadores que são conhecidos na cena cultural da Capital.

               Panaratto realiza desde 2017 o projeto Quinta Maldita, que traz o encontro da poesia falada, cantada, gritada com os participantes e espectadores, numa troca de sentidos e percepções do mundo através da poesia e da música. Já Juliana integra, desde 2017, a Coletiva de poetas Abrasabarca, que produz saraus poéticos próprios e também em parceria com o Quinta Maldita e com outros projetos e escritores da Ilha de SC, como André Arieta e Cátia Cernov.

4º PIPA

Desde a primeira edição, o PIPA mostrou que seria um evento descentralizado, plural e aberto à comunidade. Tanto que foi realizado em diversos espaços da cidade, como a UFSC, o IFSC, o Colégio de Aplicação, a Think Art Tattoo e o Espaço Agenda. E devido a pandemia da Covid-19, a 2ª e a 3ª edição foram realizadas no formato online e transmitidas pelas redes sociais do Festival PIPA. “Neste formato virtual tivemos a participação de escritores e escritoras de várias regiões de Santa Catarina, de outros estados do Brasil e até do exterior”, destaca Juliana.

A primeira edição do PIPA foi realizada graças a uma campanha de financiamento coletivo e com a ajuda de empresas locais como a Cervejaria Sambaqui, o Hostel On the road e a Think Art Tattoo. As edições de 2020 e 2021 foram realizadas de maneira virtual e com um custo baixo de produção. Agora a 4ª edição, que volta a ser presencial, será realizada com verba pública, pois o Festival foi contemplado com o Prêmio Elisabete Anderle 2021, na categoria Literatura.

E seguindo a essência de ser descentralizado, em 2022 as atividades do PIPA estão previstas para acontecer em seis espaços, contemplando quatro bairros da Capital.

Oficinas, mesas de debate, sarau, lançamento de livros, performances poéticas, shows de música e a circulação de artistas em espaços que atendem população em situação de vulnerabilidade social vão ser realizados na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), que fica na Trindade, no Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), no Instituto Arco-Íris de Direitos Humanos e no Espaço Manifesto Cultural, ambos no Centro, no Centro Cultural Escrava Anastácia, no bairro Estreito, região continental e na Cervejaria Sambaqui, em Santo Antônio de Lisboa.

O público-alvo do PIPA são jovens (a partir de 15 anos), adultos e idosos de diferentes gêneros, origens étnico-raciais, nacionalidades, profissões e classes sociais.

“Buscamos atingir tanto o público leitor assíduo, como o público que está iniciando o contato com a literatura, como aquele que ainda não está próximo à produção literária, seja por falta de oportunidade, seja por não se identificar com um dado tipo de literatura considerada clássica ou acadêmica – e desconhecer outros universos literários que estejam mais próximos das realidades vivenciadas por esse público”, destacam os idealizadores.

Programação do PIPA

21/06 – terça-feira

14h

Performance “Também Guardamos Pedras Aqui” de Luiza Romão

Local: Auditório Henrique Fontes – CCE Bloco B, UFSC, Trindade

14h30

Mesa 1 Poesia, performance e audiovisual com Luiza Romão, DKG, Beatriz Tramontin

Mediação: Mariana Queiroz

Local: Auditório Henrique Fontes, CCE/UFSC, Trindade

18h30

Evento de abertura do 4º Festival de Literatura PIPA (Pela Ilha Palavra Amplificada)

com os shows de DKG Dekilograma e Kabaré de Rosa Negra (Cátia Cernov e Tierry

Motta)

Local: Tonho Boteco e Cervejaria Sambaqui

Rua Quinze de novembro, 181, Santo Antônio de Lisboa

22/06 – quarta-feira

9h às 12h

Oficina ZineColageria, com Pati Peccin

Local: Instituto Arco Íris de Direitos Humanos (Travessa Ratclif, nº 76, Centro)

9h30 às 12h

Circulação de artistas com André Pinheiro, Luiza Romão e DKG

Local: Centro Cultural Escrava Anastácia (Rua Pref. Tolentino de Carvalho, nº 01, Estreito)

14h30

Mesa 2 Literatura, política e ditaduras com Paulino Júnior, Telma Scherer, André

Pinheiro

Mediação: Demétrio Panarotto

Local: Sala Hassis, CCE/UFSC, Trindade

23/06 – quinta-feira

9h às 12h

Oficina Poeformances: performances poéticas, com Alex Simões

Local: Centro Cultural Escrava Anastácia (Rua Pref. Tolentino de Carvalho, nº 01, Estreito)

14h30

Mesa 3 Escrita e editoração: experiências e trajetórias

Katherine Funke, Vanessa, João Chiodini

Mediação: Juliana Ben

Local: Sala Drummond, CCE/UFSC, Trindade

24/06 – sexta-feira

9h30 às 12h

Circulação de artistas com Camila Duarte, Alex Simões e Beatriz Tramontin

Local: Instituto Arco Íris de Direitos Humanos (Travessa Ratclif, nº 76, Centro)

Travessa Ratclif, nº 76, Centro

10h30 às 12h

Esc/ritos, encarnar-se: proposições de experimentação poética com Bê RGB

Local: Auditório Alberto Aparecido Barbosa do IFSC (Av. Mauro Ramos, 950, Centro)

14h30

Mesa 4 Tradução, corpo e poesia

Beatriz RGB, Ibriela Sevilla, Alex Simões

Mediação: Osíris Duarte

Local: Sala Drummond, CCE/UFSC, Trindade

19h30

Sarau PIPA e lançamento de livros

Local: Manifesto Cultural (Avenida Hercílio Luz, 686, Centro)

25/6 – sábado

18h

Lançamento de livros com leituras e performances poéticas

Local: Manifesto Cultural (Avenida Hercílio Luz, 686, Centro)

21h

Show da banda “Sttarlone e a penca do cais”

Local: Manifesto Cultural (Avenida Hercílio Luz, 686, Centro)

Foto: Festival de Literatura vai movimentar Florianópolis – crédito Osíris Duarte

editor.deolhonailhahttp://www.deolhonailha.com.br
O DeOlhoNaIlha é um portal de propriedade da NacionalVOX - Agência Digital, de Florianópolis. Seu lema é "Fique por dentro de Floripa" e seu objetivo é deixar os moradores e visitantes da Ilha da Magia muito bem informados sobre tudo o que acontece na cidade e região.
spot_img