21.5 C
fpolis
sábado, outubro 23, 2021
cinesytem

Força-tarefa para organizar o centro de Florianópolis

spot_img

Força-tarefa para organizar o centro de Florianópolis

spot_img

Ação vai reprimir o tráfico de drogas, comércio ambulante, vendedores de passes de ônibus e todos os suspeitos em situação irregular no Centro da Capital.

O prefeito Dário Berger criou hoje uma força-tarefa com as Polícias Federal, Militar, Civil, Guarda Municipal e o colegiado municipal para um combate sistemático ao tráfico de drogas, comércio ambulante, moradores de rua, pedintes em semáforo, vendedores de passes de ônibus, enfim, a todos os suspeitos em situação irregular no Centro da Capital. “Nossa intenção é organizar os espaços públicos da cidade”, disse.

Além desta operação, que deve se estender por um período de mais de 90 dias, o prefeito também afirmou que vai revitalizar ruas comerciais e residenciais da cidade. A exemplo das ruas Trajano e Vidal Ramos, onde as calçadas e o piso estão sendo substituídos, a João Pinto, Tiradentes, Victor Meireles e todo o entorno do Terminal Cidade Florianópolis também serão humanizados.

São justamente neste locais onde concentram-se os moradores de rua e consumidores de drogas. “Não queremos prender os pedintes nem os andarilhos, mas sensibilizá-los de que eles precisam de atendimento social”. Aos suspeitos de promoverem o tráfico de drogas e de abastecerem o comércio ilegal de ambulantes, continuou o prefeito, estes terão um tratamento diferenciado da polícia.

O prefeito mostrou aos jornalistas que participaram da coletiva, fotografias de ambulantes ocupando os espaços da cidade. De acordo com Dário Berger, há muitos estrangeiros que além de praticar uma atividade comercial irregular ainda estão ilegais no País.

O planejamento operacional da força-tarefa será coordenado pelo secretário de governo Gean Loureiro. As operações, segundo Gean, serão sistemáticas. “A cada período de 20 dias vamos nos reunir e avaliar o resultado do trabalho”.

De acordo com Gean Loureiro, esta é a primeira vez que a prefeitura solicita os serviços de inteligências das forças federais e estaduais para coibir o tráfico de drogas, a movimentação de estrangeiros ilegais e a de suspeitos que abastecem o comércio de rua irregular.

spot_img
spot_img