24.9 C
fpolis
quarta-feira, janeiro 19, 2022
cinesytem

Humans of Florianópolis: o lado humano da Ilha de Santa Catarina

Humans of Florianópolis: o lado humano da Ilha de Santa Catarina

spot_img

"Oi. Podemos bater uma foto sua?" Com esta pergunta, e muita simpatia, as amigas Andreza Boeing e Tatiana Richardt abordam pessoas nos mais variados locais da capital catarinense. Tirada a fotografia, elas explicam que a imagem será publicada na página do Facebook Humans of Florianópolis. O trabalho da dupla foi acompanhado pela reportagem do DeOlhoNaIlha na quarta-feira, 20, nas ruas do Centro da cidade.

Da foto nasce a conversa. Elas apresentam a ideia central do projeto – mostrar o lado humano da cidade – e passam a fazer perguntas sobre a relação do "entrevistado" com Florianópolis: naturalidade, atividade profissional e outros temas que surgem no decorrer do diálogo. Uma das frases do fotografado, escolhida de maneira a destacar sua singularidade, é o texto que acompanha a imagem, compartilhada na rede social.

A origem

O Humans of Florianópolis é parente manezinho do projeto criado pelo fotógrafo Brandon Stanton, que percorre as ruas de Nova Iorque em busca de histórias que não ganham as páginas dos jornais e dos portais de notícias. Nesta semana, inclusive, Stanton começou a viajar por países em guerra, como o Iraque, patrocinado pela ONU.

Criada exatamente um mês atrás, no dia 22 de julho, a fan page de Florianópolis ganhou destaque na mídia local, foi capa de jornal e conquista novos seguidores diariamente.

Publicitárias, as criadoras do “humans” local se conheceram em 2008, quando trabalharam juntas em uma agência. Mudaram de trabalho, cada uma foi para um lado, mas a amizade continuou. Este ano, quando Tatiana começou a falar sobre a ideia da página com Andreza, elas decidiram colocar o projeto em prática imediatamente.

"Estamos mostrando a outra face de Floripa, a que ultrapassa as paisagens, praias e pontos turísticos, estamos falando das pessoas que vivem aqui e que amam isso", resume Andreza, natural de Florianópolis, responsável pelos cliques certeiros que ilustram a página.

Com um gravador em mãos, e muita sensibilidade para captar o essencial de cada conversa, a gaúcha Tatiana é a responsável por selecionar o material e deixar tudo pronto para a apreciação do público.

Planos para o futuro

Em breve a Humans of Florianópolis deve ganhar também um site (www.humansofflorianopolis.com.br). No novo espaço, Andreza e Tatiana pretendem aprofundar o projeto.

“Queremos criar uma comunidade engajada ali, com objetivos em comum, promover a sensibilidade pelo outro”, explica Tatiana. “O trânsito hoje aqui é o exemplo do quanto muita gente está perdida emocionalmente. Ideologicamente, eu queria devolver isso às pessoas”, acrescenta.

“Pensamos em breve em comunicar sobre as datas e localidades em que estaremos presentes, até pelo fato de alguns se manifestarem querendo aparecer também e fazer parte do projeto. Desta forma, o manifesto da página vai acabar ganhando uma forma particular de interagir com a cidade", afirma Andreza.

Conheça o Humans of Florianópolis aqui.

 
spot_img
spot_img